UPA do Batel será unidade específica para atendimento de Covid-19

A mudança será após a conclusão e entrega da reforma na Unidade do Trianon, que deve ocorrer nesta quinta-feira (20); veja as outras alterações na área da saúde

Por determinação do prefeito Celso Góes, novas ações na área da saúde estão sendo adotadas a partir desta quarta-feira (19)

Após entregue, com a conclusão da reforma, a Unidade do Trianon com a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Primavera atenderão generalidades clínicas. 

A unidade específica para atendimento de Covid-19 será da UPA do Batel. A medida é mais uma entre as muitas que a Prefeitura de Guarapuava adota para tentar restringir o máximo possível a circulação do novo coronavírus pela cidade.

O Laboratório Municipal está atendendo 24h, o que garante um diagnóstico mais rápido para Covid-19 e também para outras situações, como o exame de enzimas cardíacas. São 13 pessoas na equipe, entre bioquímicos, técnicos e motoristas.

Os resultados dos testes para detecção de Covid estão sendo disponibilizados no aplicativo Fala Saúde, na área “Minha Saúde”. Para ter acesso aos dados, disponíveis para exames realizados nos últimos 90 dias na rede pública, será necessário que o cadastro do paciente esteja atualizado. 

Para isso, é preciso procurar uma unidade de saúde ou a tenda de vacinação (em frente ao Paço Municipal), para confirmar e atualizar o cadastro levando os documentos pessoais e comprovante de residência. O Fala Saúde, que já emite avisos sobre a vacina contra a Covid e permite acompanhar em tempo real a fila de espera nas UPAs se consolida como importante ferramenta com informações e notícias importantes, na palma da mão.

Outra determinação importante do Prefeito foi aumentar a capacidade de atendimento do Call Center que está sendo ampliada em mais 50%. Em função do grande fluxo de ligações, as linhas andavam congestionadas. A intenção é melhorar o fluxo de atendimentos, que começa com a orientação já nos primeiros sintomas, marcação de exames, monitoramento de pacientes positivos e encaminhamento para atendimento especializado, sempre que necessário.

“Ampliar nossa capacidade de atendimento é um grande desafio porque temos limitações de recursos humanos. Estamos fazendo um esforço coordenado para sanar os problemas o mais rápido possível, de forma eficiente”, explica o secretário da saúde, Jonilson Pires.

****Secom/Pref. de Guarapuava/com edição****

error: