Unicentro repassa à Prefeitura de Guarapuava diagnóstico socioambiental do Rio das Pedras

O coordenador da iniciativa e professor do Departamento de Geografia da Unicentro, Maurício Camargo, enfatiza que o manancial do Rio das Pedras abastece 100 mil moradores da área urbana de Guarapuava e, por isso, a realização do diagnóstico socioambiental mostra-se essencial

Encontrar alternativas para auxiliar na conservação da bacia do Rio das Pedras, principal responsável pelo abastecimento de Guarapuava. Este foi o objetivo do projeto “Diagnóstico Socioambiental da Bacia do Rio das Pedras”, que envolveu professores e estudante dos cursos de Geografia, Agronomia e Biologia da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro), a partir de uma parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Guarapuava.

Depois de anos de trabalho, os resultados das atividades foram entregues pela universidade à Prefeitura.

O coordenador da iniciativa e professor do Departamento de Geografia da Unicentro, Maurício Camargo, enfatiza que o manancial do Rio das Pedras abastece 100 mil moradores da área urbana de Guarapuava e, por isso, a realização do diagnóstico socioambiental mostra-se essencial. “Nós temos hoje o segundo levantamento. O primeiro foi há mais de 14 anos. Nesse segundo levantamento da bacia do Rio das Pedras nós tratamos ela como recurso estratégico, porque a manutenção da nossa água em volume e qualidade depende da preservação da bacia e ela é estratégica porque nós também temos pessoas lá dentro. Então, o projeto não apenas levantou a área ambiental, como também a área humana, a porção socioeconômica e também a educação ambiental que é fundamental para que nós possamos mudar a mentalidade das pessoas que estão lá dentro, mas também do município”, afirma.

Para o secretário do Meio Ambiente, Celso Araújo, a entrega do levantamento reforça a sólida parceria entre a Unicentro e o poder público municipal. “O objetivo nosso é manter essa qualidade e melhorar. Então, desde o começo, são vários projetos que acontecem no Rio das Pedras pensando nessas condições. Então, esse diagnóstico socioambiental que foi elaborado pela Unicentro vai trazer diretrizes para a gente trabalhar, nos próximos anos, na bacia do Rio da Pedras. A universidade, eu sou suspeito de falar, pois é nossa grande parceira, maior parceira da Secretaria Municipal do Meio Ambiente é a universidade”, exalta o secretário municipal.

O reitor da Unicentro, professor Fábio Hernandes, ressalta os esforços e o valor do papel assumido pela universidade para com a preservação do meio ambiente através dos diversos projetos promovidos pela instituição. “Há cerca de três ou quatro anos, nós tivemos o lançamento desse projeto e, hoje, estamos entregando a conclusão deste trabalho. Foi o Conselho Municipal de Meio Ambiente que acreditou no projeto, foi aqui que se concretizou este relatório, que foi essa análise tão cuidadosa. Para a Unicentro, nós estamos fazendo nosso papel, nós somos uma instituição pública, custeada por cada um dos senhores aqui e nós precisamos dar essa contrapartida a nossa população”, finaliza o reitor.

error: O conteúdo é de exclusividade do Correio do Cidadão.