TRE mantém inelegibilidade de Vitor Hugo Burko; cabe recurso ao TSE

A decisão foi tomada nesta quarta-feira (11) pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Paraná; ainda cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Paraná, nesta quarta-feira (11), negou o recurso apresentado pelo candidato à Prefeitura de Guarapuava, Vitor Hugo Burko (DEM), que recorreu da decisão em primeira instância que indeferiu sua candidatura. 

Os magistrados começaram a analisar o pedido na segunda (9), mas um pedido de vistas acabou adiando a definição para esta quarta. Foram três votos contrários ao recurso, contra dois favoráveis. Burko ainda pode recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Em primeira instância, o juiz Ricardo Alexandre Spessato de Alvarenga Campos, da 43ª Zona Eleitoral, foi responsável pela sentença que indeferiu a candidatura do candidato.

O CORREIO entrou em contato com a coligação Por Você, da qual Burko faz parte, e recebeu o seguinte posicionamento: 

“Os votos divergentes proferidos pelo TRE-PR reconheceram que não houve desvio de verbas. Será protocolado recurso perante o TSE, bem como será requerida a nulidade do julgamento do TRE-PR, pois nem todos os juízes estavam presentes na sessão de julgamento, o que viola gravemente a legislação eleitoral. Tais argumentos reforçam o afastamento da alegada inelegibilidade de Vitor Hugo Burko. Vitor Hugo segue normalmente na disputa das eleições municipais”.

RESPOSTA

Durante uma live no Facebook, intitulada “A Verdade”, Burko se manifestou sobre a decisão do TRE. “Nós vamos anular esse julgamento. Esse julgamento é absolutamente nulo. Esse julgamento só aconteceu agora sabe por quê? Para tentar criar mais uma vez uma névoa, para nos tirar da eleição. Para tentar dizer que o voto do ‘polaquinho’ será nulo. Não é nulo, não. Não será nulo, não. Os votos serão normalmente computados e nós vamos vencer a eleição. Vamos anular esse julgamento, mudar esse julgamento aqui, e nós vamos assumir a Prefeitura e vamos governar junto com o povo, que é o que os poderosos não querem”, afirmou Burko.

A live está disponível AQUI

LEIA MAIS

Burko tem candidatura indeferida em 1ª instância e irá recorrer; campanha continua

error: O conteúdo é de exclusividade do Correio do Cidadão.