Rotary Club de Guarapuava Lagoa conquista subsídio global inédito que beneficiará o Hemocentro Regional

O projeto apresentado pelo Rotary Lagoa foi intitulado Projeto Global para Reequipamento do Hemocentro Regional Guarapuava e contou com apoio de um clube da Índia, além do próprio clube local, cada um responsável pela destinação de parte da verba

O Rotary Club de Guarapuava Lagoa conseguiu a aprovação de um projeto de subsídio global que beneficiará o Hemocentro Regional Guarapuava. Ao todo, o clube de serviços garantiu a liberação de US$ 32.500,00, cerca de R$ 185,900,00 na cotação atual do dólar rotário, que serão utilizados para a aquisição de equipamentos para o Hemocentro.

A conquista do subsídio global foi anunciada pela diretoria do Rotary Lagoa em coletiva de imprensa realizada nesta terça-feira (8 de dezembro). “O Rotary Lagoa traz uma conquista inédita para o município de Guarapuava e região às vésperas do aniversário da cidade”, comemora o presidente Reinaldo Juliani.

Os recursos são provenientes da aprovação de um subsídio global da Fundação Rotária (sediada nos Estados Unidos), vinculada ao Rotary Internacional. O projeto apresentado pelo Rotary Lagoa foi intitulado Projeto Global para Reequipamento do Hemocentro Regional Guarapuava e contou com apoio de um clube da Índia, além do próprio clube local, cada um responsável pela destinação de parte da verba.

Segundo o presidente do Rotary Club de Guarapuava Lagoa, Reinaldo Juliani, o dinheiro já foi liberado e está sendo utilizado para compra de computadores, armários, mesas, cadeiras, poltronas modernas para os doadores, refrigerador, micropipetas e homogeneizador de plaquetas. “Estamos muito felizes, porque é a primeira vez que um clube de Rotary de Guarapuava conquista um subsídio global. Além disso, trata-se de um projeto que vai beneficiar toda a população regional, já que o Hemocentro atende 20 municípios”.

Os responsáveis pela elaboração do projeto de subsídio global por parte do clube guarapuavano, Celso Fracaro, Fernando Guiné e Djalma Fonseca Caldas Neto, explicam que o projeto para equipar o Hemocentro foi iniciado na gestão de Roberto Luiz Valduga, em 2019. Para que o projeto se tornasse bem-sucedido foi preciso encontrar um parceiro internacional. “Essa conquista envolveu muitas pessoas: todos os companheiros do Rotary Lagoa, o Hemocentro, o nosso distrito 4640, o clube da Índia, o Rotary Internacional e a Fundação Rotária. Agradecemos imensamente o apoio de todos, em especial toda atenção do governador do Distrito 4640, Edison de Castro Pagnozzi e do presidente da Fundação Rotária do Distrito 4640 e presidente do Cadre (Consultores Técnicos da Fundação Rotária), Névio Úrio”, destacou Fracaro.

Fernando Guiné ocupou o cargo de diretor do Hemocentro durante a execução do projeto (Foto: Assessoria)

Fernando Guiné, que ocupou o cargo de diretor do Hemocentro durante a execução do projeto, ressalta também a importância da Unicentro, que contribuiu com a produção dos vídeos solicitados pela Fundação Rotária. “É importante ressaltar as parcerias e a participação de todos os (as) companheiros (as) do clube nessa conquista. Sem o apoio deles, isso não seria possível”, observa Guiné.

Localmente, o Rotary Club de Guarapuava Lagoa desenvolve vários projetos, com destaque para o Pelotão Esperança, em parceria com o 26º GAC. “Esse é um projeto internacional e específico da Fundação Rotária, portanto de maior dimensão. Com a conquista destes recursos, o clube reafirma sua missão de abrir oportunidades, inspirar e conectar pessoas, proporcionando conhecimento e esperança para a comunidade regional”, ressaltou o presidente.

Os equipamentos devem ser entregues ao Hemocentro até fevereiro de 2021.

error: