Proposta que inclui erva-mate no cardápio das escolas do Paraná é aprovado na Comissão de Educação

Segundo o projeto, de autoria do deputado Emerson Bacil (PSL), mais do que os benefícios da erva-mate para a saúde, o produto tem importância econômica para o Paraná

Produtos derivados da erva-mate poderão ser incluídos no cardápio da alimentação escolar da rede pública de educação do Paraná.  É o que pretende o deputado Emerson Bacil (PSL), com o projeto de lei 366/2019, que teve o parecer favorável aprovado por unanimidade, nesta quarta-feira (24) na reunião remota da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Paraná, que é presidida pelo deputado Hussein Bakri (PSD).

O relator na Comissão foi o deputado Professor Lemos (PT). “Já faz tempo que o termo “merenda” foi substituído por “alimentação”, justamente por se tratar de uma refeição completa oferecida aos alunos nas escolas. Então, a Assembleia precisa apoiar esse projeto, afinal, a erva-mate e seus derivados têm muitos nutrientes e servirá para incrementar o cardápio escolar”, ressaltou.

Segundo o projeto, mais do que os benefícios da erva-mate para a saúde, o produto tem importância econômica para o Paraná.  Além dos tradicionais chimarrão e chás, o produto pode ser usado na fabricação de biscoitos e até sorvetes. “O projeto é muito relevante, porque vai colaborar no fomento da produção, gerando renda para os agricultores”, disse o deputado Luiz Fernando Guerra (PSL).

Participaram do encontro também a deputada Maria Victoria (PP) e o deputado Rodrigo Estacho (PV).

Assessoria Alep

error: O conteúdo é de exclusividade do Correio do Cidadão.