Projeto da Unicentro propõe inovações para o ensino da Matemática no Ensino Básico

Segundo a coordenadora do projeto, professora Joyce Jaquelinne Caetano, o Matemática Coletiva tem o intuito de apresentar recursos diferentes de ensino-aprendizagem a professores e alunos de Matemática das redes municipal e estadual de Irati e região

A Matemática é uma das ciências mais importantes no nosso dia a dia. Todo mundo precisa saber somar, subtrair, multiplicar e dividir para poder organizar, principalmente, as suas finanças, mas também outras questões da rotina de trabalho e das relações sociais. Mas, na escola, quando estão aprendendo Matemática, alguns estudantes têm dificuldade com a disciplina.

Pensando em dinamizar o ensino de conhecimentos nesta área, o projeto da Unicentro “Matemática Coletiva” está elaborando materiais didáticos alternativos para o ensino de Matemática na Educação Básica.

Segundo a coordenadora do projeto, professora Joyce Jaquelinne Caetano, o Matemática Coletiva une pesquisa, ensino e extensão com o intuito de apresentar recursos diferentes de ensino-aprendizagem a professores e alunos de Matemática das redes municipal e estadual de Irati e região. “Se constitui como um meio de atualização e aprimoramento de metodologias de ensino e da produção de videoaulas. Desta forma, o presente projeto pretende instrumentalizar futuros professores de Matemática para a prática docente em diferentes salas de aula ou espaços de aprendizagem. Espera-se que o material construído neste projeto contribua para a formação de futuros professores de Matemática e para a comunidade escolar em geral”.

Teatros fazem parte das estratégias de ensino. – Foto: Unicentro

A ação mais recente do projeto Matemática Coletiva foi a encenação e gravação de esquetes de teatro em vídeo por estudantes do curso na Unicentro, em comemoração ao Dia Nacional da Matemática. “Foram desenvolvidas, com os estagiários do curso de licenciatura em Matemática da Unicentro, do Campus de Irati, atividades remotas que, de forma recreativa, ressaltaram a abordagem histórica da data, caracterizando seus principais personagens e a importância para os dias atuais no processo de ensino-aprendizagem da disciplina, no formato de teatro online. O evento virtual foi realizado com a disponibilização de vídeos gravados que puderam ser assistidos nas aulas de Matemática, via Google Meet, nas escolas estaduais do Ensino Fundamental e Médio”, explica o também coordenador da atividade, professor Silton José Dziadzio.

No teatro online, os estudantes de licenciatura em Matemática da Unicentro usaram e abusaram da criatividade para abordar de forma lúdica o ensino da disciplina. A estudante Daniela Aparecida Helpa conta como foi a experiência da apresentação do teatro online aos alunos da rede básica de ensino de Irati. “Os alunos ficaram entusiasmados em saber que iríamos apresentar teatros a eles. Para eles, foi algo diferente e inovador e os professores também acharam uma excelente iniciativa nossa, da Unicentro, porque foi uma forma de se reinventar em um momento delicado que estamos vivendo, no ensino remoto, tornando as aulas mais prazerosas e dinâmicas”.

Outro cuidado que os estudantes e professores doprojeto Matemática Coletiva tiveram foi em relação aos alunos das escolas que não possuemacesso àcomputador ou internet. Para incluir todos nessa interação, a equipe da Unicentro adaptou a produção para o meio impresso e, com o auxílio das escolas, enviou os materiais aos estudantes. “Para os alunos que não tinham acesso à rede e às reuniões no Google Meet, online, nós desenvolvemos o mesmo teatro em forma de panfleto para mandar para os alunos que não tem este acesso, que estão em casa e não podem assistir ao teatro e às aulas. Fizemos em forma de panfleto informativo e história em quadrinhos – foi a maneira que a gente achou de adaptar para o papel este teatro”, descreve o acadêmico Arthur Carneiro.

Quadrinhos também estão entre os recursos didáticos e foram pensados, especialmente, para os alunos com dificuldade de acesso à internet

A professora de Matemática do Colégio Estadual João XXIII Regiane Gomes de Araujo acompanhou toda a intervenção dos estudantes da Unicentro nas aulas da escola e deixou sua impressão sobre a prática.

“Foi muito bem aceito por nossos alunos. Eles gostaram muito dos vídeos, das aulas e atividades propostas. Foi muito interessante mesmo. Acreditamos que a aprendizagem através de atividades atrativas e dinâmicas se torna muito mais prazerosa e significativa para o aluno, que demonstra mais interesse e entusiasmo para a aquisição do conhecimento. Com a apresentação dos vídeos e tirinhas presentes no projeto Matemática Coletiva, o ensino-aprendizagem ocorre com uma qualidade muito maior, a aprendizagem se efetiva com toda a certeza”.

****Coorc/Unicentro/com revisão****

error: