Procon de Guarapuava alerta para variação de preços na revenda de gás de cozinha

De acordo com o Procon, o botijão (13 kg) cheio é vendido entre R$ 87,90 e R$ 102,00, para retirada no local

A coordenadoria do Procon em Guarapuava pesquisou o preço cobrado pelo gás de cozinha e observou diferenças de valores entre as distribuidoras. Conforme a pesquisa, o botijão cheio,  de 13 quilos, em alguns locais é vendido entre R$ 87,90 e R$ 102,00, para retirada no local (menor preço). 

Já os valores que incluem taxa de entrega custam R$ 103,00. Esses valores tem como base os preços praticados neste mês de abril.

Já são quatro reajustes no preço aplicados apenas esse ano, sendo o último autorizado pela Agência Nacional de Petróleo no início de abril, no importe de 5%. Em comparação com a pesquisa realizada no ano passado, o preço praticado na venda do gás de cozinha variava entre  R$ 77 e R$ 79 para retirada (menor preço). Já os valores que incluíam taxa de entrega, oscilavam entre R$ 82 e R$ 84.

O Procon esclarece que os valores nas refinarias da Petrobras, diferem dos praticados pelo comércio no varejo. Até chegar ao consumidor são acrescidos tributos, custos para envase pelas distribuidoras, além dos custos e margens das companhias distribuidoras e dos revendedores, o que justifica a variação de preço entre cidades e estados.

Neste caso, ao Procon, cabe  verificar apenas abuso na prática do repasse dos reajustes, pois o valor comercializado do gás de cozinha não pode ser tabelado. É importante  o consumidor saber que ele tem poder de escolha para pesquisar e negociar o melhor custo-benefício, considerando preço, tempo de entrega e serviço.

Confira a tabela.

****Secom/Pref. de Guarapuava/com revisão****

error: