Leilão de veículos do Estado arrecada 567% a mais que o previsto

Pregão realizado pela Secretaria da Administração e da Previdência arrematou R$ 62.116,60. Recursos retornam aos cofres do governo para a renovação da frota

O leilão de veículos do Estado, realizado pela Secretaria da Administração e da Previdência, na última semana, arrematou R$ 62.116,60, montante que volta aos cofres do Governo para uso em renovação da frota. A expectativa era uma arrecadação total de R$ 11.016,50.  O montante final dos lances, portanto, foi 567,48% maior que o valor mínimo previsto.

O secretário Marcel Micheletto homologou o processo nesta quarta-feira (18), após encerrado o prazo para recursos e finalizadas as formalidades legais exigidas.

O certame foi encerrado na segunda-feira (09) e contou com o cadastro de 85 interessados, sendo que 42 participaram com lances. Os 10 lotes colocados à venda pelo edital de Leilão Eletrônico 3/2020 eram compostos de bens usados inservíveis para a Administração Pública, antieconômicos ou irrecuperáveis.

Esse foi o primeiro leilão realizado com a estrutura do Estado, por meio do Departamento de Gestão do Transporte Oficial (Deto) da Secretaria da Administração e Previdência, sem a intermediação de leiloeiros oficiais. A mudança beneficia, principalmente, os arrematantes, que não precisam pagar a taxa de 5% no valor final de cada lote. O leilão ficou aberto por seis dias.

“Buscamos aplicar uma metodologia sedimentada e eficiente, já testada em outro Estado, que desse velocidade à alienação dos bens inservíveis, com ainda mais transparência e facilidade de auditagem”, explica o presidente da Comissão Permanente de Leilão, Capitão Diego Nogueira. “A monetização e a desnecessidade de despesas com a manutenção e guarda destes bens auxiliará na redução dos gastos públicos”, afirma ele.

MAIS LOTES

A sessão ocorreu pelo Sistema Eletrônico de Leilões, disponível no endereço eletrônico leilaopublico.paas.pr.gov.br/, desenvolvido pela Celepar. A partir de agora, todos os leilões do Governo serão realizados por esse sistema. Até final de ano será lançado mais lotes de bens móveis e imóveis.

error: O conteúdo é de exclusividade do Correio do Cidadão.