Homem é morto a tiros no bairro Bonsucesso

A situação ocorreu na noite deste sábado (23); Dois sujeitos receberam voz de prisão e foram encaminhados até a delegacia para os procedimentos cabíveis

A equipe da Rádio Patrulha se deslocou para atender uma ocorrência de morte, por volta das 23h55 da noite deste sábado (23), na Avenida Paraná, bairro Bonsucesso.

Uma das viaturas que já estava no local informou aos policiais que uma pessoa estava caída em via pública devido a ferimentos por arma de fogo. De acordo com o boletim da Polícia Militar (PM), os autores dos disparos teriam fugido em uma van escolar.

BUSCAS

Durante o patrulhamento, a equipe conseguiu localizar o veículo transitando pela rua Inácio Karpinski. A van foi abordada e o condutor (50 anos) foi identificado. Na revista pessoal nada de ilícito foi encontrado, porém, embaixo do assento do motorista a polícia apreendeu um revólver calibre 22, com numeração suprimida, carregado com três munições intactas e duas deflagradas.

Segundo o relato do indivíduo aos policiais, o autor dos disparos era o dono de um bar das proximidades e teria pedido que ele o levasse até a casa de sua filha.

A PM se deslocou até a o endereço e conversou com a moça. A mesma negou que o pai estivesse em casa e permitiu que a equipe realizasse as buscas. Entretanto, o sujeito (59 anos) foi encontrado em um dos quartos, com um revólver calibre 38, sem numeração, além de cinco estojos de munições calibre 38 já deflagradas.

PRISÃO

Quando questionado sobre os disparos, o indivíduo afirmou que havia tido um desentendimento com a vítima. De acordo com ele, o homem estava causando tumulto no local e havia o agredido com socos.

Diante da situação, o autor teria pego o revólver e disparado contra o sujeito. Após a ação, ele informou que fugiu para a casa da filha.

Enquanto a PM reunia as informações, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) compareceu ao local e confirmou o óbito.

O ambiente foi isolado e os órgãos competentes foram acionados. A investigadora e o perito constataram que os disparos eram diferentes, possivelmente de calibre 22 e 38. Desse modo, o condutor da van e o outro indivíduo receberam voz de prisão e foram encaminhados, com as armas, até a Delegacia para os procedimentos cabíveis.

error: O conteúdo é de exclusividade do Correio do Cidadão.