Guarapuava pode atingir 5 mil casos de covid-19 até 25 de dezembro, diz secretário

Em entrevista à rádio Difusora FM nesta terça-feira (24), o secretário municipal de Saúde, Jonilson Pires, afirmou que projeções indicam um crescimento de mais de 100% dos casos até o fim de dezembro; no momento, 2.414 diagnósticos foram confirmados

O secretário de Saúde de Guarapuava, Jonilson Pires, esteve na rádio Difusora FM nesta terça-feira (24) para falar sobre a situação da pandemia do novo coronavírus no município.

Na avaliação do titular da pasta, a “terra do lobo bravo” está num momento “ruim e preocupante”, acompanhando o avanço de casos a nível nacional. “A situação de Guarapuava hoje confirma a situação que a gente está vendo no Estado”, pontua.

Esse contexto levou a uma projeção, segundo Jonilson, de que o município pode atingir a marca de 5 mil casos de covid-19 até o período de 20 a 25 de dezembro.

“Nós estamos trabalhando com essa realidade. É aqui que vamos balizar o prefeito, vamos balizar o comitê para gente ver as medidas que devem ser tomadas nesse sentido, projetando um aumento exponencial”, explica.

Caso essa tendência se confirme, Pires diz ser necessário reforçar os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), a retaguarda de atendimento hospitalar e as Unidades Básicas de Saúde (UBS).

“É pensar na sua postura, na sua conduta, que tem reflexo na sua comunidade, com certeza. Gente, por favor, distanciamento social, uso massivo de máscaras e de álcool em gel… a nossa parte, a nossa tendência de fiscalização, vamos redobrar”, acrescentando que será convocada uma reunião com os fiscais, visando ações mais eficazes.

MEDIDAS
De acordo com o secretário, as medidas sanitárias adotadas pelo poder público tiveram seu sucesso, mas algumas precisarão ser revistas. “Guarapuava hoje transita em uma situação preocupante. O vírus está circulando de forma massiva”, acrescentou.

As infecções pelo coronavírus começaram a aumentar de forma significativa no final de setembro, e atingiram seu ápice nas últimas semanas. No sábado (21 novembro), por exemplo, foram contabilizados 123 diagnósticos positivos da doença.

Jonilson Pires esteve na rádio Difusora FM nesta terça-feira (24) para falar sobre a situação da pandemia do novo coronavírus (Foto: Reprodução)

ATIVOS
Durante a entrevista, Jonilson destacou que o foco da Saúde, neste momento, é oferecer atendimento para as pessoas sintomáticas e fazer um rastreamento dos suspeitos, monitorando os pacientes que estão infectados.

O último boletim publicado pela Prefeitura de Guarapuava, datado de segunda (23), indica que 650 pessoas permanecem como “casos ativos” na cidade. 1.738 já se recuperaram e 26 foram a óbito. “É importante a gente evitar a contaminação porque temos observado sequelas da infecção do coronavírus”, alerta Pires.

HOSPITAL
Na última sexta-feira (20), o Hospital Regional de Guarapuava atingiu uma ocupação de 100% dos leitos de UTI. O HR é a referência da região no tratamento da covid-19 e atende um universo de mais de 500 mil habitantes.

De acordo com Jonilson, há disponibilidade de 20 leitos de UTI adulta e, pelos dados de segunda-feira, a ocupação está na casa de 85%, sendo que oito pacientes são de Guarapuava.

Nesse contexto, o secretário de Saúde ressaltou que há conversas adiantadas com o Governo do Estado para a instalação de mais 10 leitos de UTI no HR, totalizando 30 unidades.

A íntegra da entrevista com o secretário de Saúde, Jonilson Pires, está disponível na página no Facebook da Prefeitura de Guarapuava (facebook.com/PrefeituraGuarapuava).

error: