Fiscalização registra 11 autos de infração durante o fim de semana

As equipes de fiscalização da Prefeitura visitaram todos os locais públicos e verificaram as denúncias recebidas das 8h às 23h

O guarapuavano entendeu a gravidade do momento da pandemia do novo coronavírus vivida pela cidade. Esse é o balanço feito pela equipe de Fiscalização da Prefeitura.

Com leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) lotados e falta de profissionais especializados para ampliar esse atendimento, neste domingo (14) a maioria da população ficou em casa. A atitude foi mais um gesto concreto para diminuir o contágio durante essa semana de restrições mais duras.

“Infelizmente, quanto mais grave a situação, mais drásticas são as medidas. Guarapuava tem mantido um ritmo de contágio menor do que o de outras cidades do mesmo porte, mesmo assim, vivemos o pior momento da pandemia com a lotação dos leitos de tratamento exclusivos”, disse o prefeito Celso Góes. “Se não diminuirmos a proliferação agora, as pessoas que precisarem de internamento podem não conseguir, disparando o número de mortes. Estamos lutando para conseguirmos mais leitos e profissionais e, por outro lado, buscando conter o avanço do vírus.”

BALANÇO

Os parques, as praças e as ruas permaneceram praticamente vazios durante o dia. Mesmo assim, as equipes de fiscalização da Prefeitura visitaram todos os locais públicos e verificaram as denúncias recebidas das 8h às 23h. 

As poucas pessoas flagradas nos parques foram orientadas a voltarem para a casa. Mas teve quem resistiu. Um homem na Praça da Ucrânia não quis colocar a máscara ao ser orientado e incentivou que outras pessoas também não usassem. A polícia foi chamada e, além de pagar a multa, vai responder criminalmente.

“Nosso intuito principal não é multar, mas orientar. A maioria entende e coloca a máscara. Pena que temos os péssimos exemplos daqueles que não acreditam na ciência, nos médicos e não reconhecem o esforço do poder público que procura evitar que mais pessoas morram ao implementar medidas restritivas de prevenção e cobrar o cumprimento delas. Falta bom senso e respeito pela vida dos outros.”, afirmou Luciano Silveira, coordenador da equipe de fiscalização.

Durante a tarde, o trabalho foi reforçado com a participação de conselheiros tutelares, bombeiros, policiais do Choque e da Polícia Ambiental. Jovens e adolescentes foram flagrados usando os gramados sintéticos na Vila Concórdia e Jardim das Américas, sem máscaras ou qualquer outro cuidado.

PERIGO

As equipes também flagraram uma mulher infectada com o novo coronavírus, que deveria cumprir isolamento domiciliar, andando durante a noite sem máscaras pelas ruas. 

A paciente se negou a colocar a máscara e assinar a autuação. A PM foi chamada e, além de multada, deve responder pelo crime de expor a vida de outras pessoas ao risco de contágio.

A vigência do decreto nº 8.572/2021 segue até esta quarta-feira (17). O valor das multas aplicadas será revertido na prevenção e tratamento da Covid-19 no município.

As informações são da Secretaria de Comunicação (Secom) de Guarapuava.

error: O conteúdo é de exclusividade do Correio do Cidadão.