Estudantes de Turismo estão aptos para atuar na temporada

Foram convocados 38 estudantes para o atendimento aos turistas nas praias do Litoral, na Ilha do Mel e em Unidades de Conservação. Eles participaram de uma capacitação de três dias para conhecer mais o Estado e receber os veranistas

Os estudantes de Turismo e Hotelaria que vão atuar na temporada de verão 2020/2021 terminaram o curso de capacitação nesta quinta-feira (17). A lista com os nomes dos convocados foi publicada em Diário Oficial desta quarta. A seleção e a capacitação ficaram a cargo da Paraná Turismo, autarquia vinculada à Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo.

O curso teve duração de três dias, com apresentação do projeto do Governo para a temporada de verão, conhecimentos sobre a estrutura do Estado e da pasta responsável pelas ações de promoção de turismo.

O conteúdo envolveu também segurança sanitária diante da pandemia da Covid-19, apresentação da Grande Reserva da Mata Atlântica, humanização do atendimento ao turista e o turismo no Litoral do Paraná.

“Eles precisam saber qual é a função que devem exercer e também sobre o turismo no Paraná. A ideia é que, além de apresentar os atrativos locais, os colaboradores possam apresentar atrações turísticas de outras regiões, em uma abrangência das 14 regiões turísticas do Estado”, explicou a diretora técnica da Paraná Turismo, Isabella Tioqueta.

Foram selecionados 38 estudantes. Destes, 14 irão atuar nas praias do Litoral, 12 em Unidades de Conservação, e 12 na Ilha do Mel.

OPORTUNIDADE

De acordo com o diretor de Patrimônio Natural do Instituto Água e Terra (IAT), Rafael Andreguetto, a contratação do reforço para o atendimento ao público na temporada é importante para o Governo do Estado, que ganha no auxílio e orientação dentro das Unidades de Conservação.

“Temos diversas unidades de conservação no Estado cujos objetivos englobam o de uso público e turismo. Hoje, o turismo de natureza é o que mais cresce no País e esses espaços acabam se tornando um grande campo de aprendizagem e profissionalização do setor a esses estudantes”, afirmou.

O Edital de Credenciamento nº 01/2020 abriu vagas para estudantes de Turismo e Hotelaria nas praias do Litoral no período de 4 a 31 de janeiro de 2021; na Ilha do Mel, de 18 de dezembro a 07 de fevereiro; ou nos parques estaduais Pico Marumbi, do Cerrado, do Guartelá, Vila Rica do Espírito Santo, Serra Baitaca, Rio das Onças, do Palmito, do Monge, Lago Azul, São Camilo e Monumento Natural Salto São João, entre os dias 21 de dezembro a 01 de março.

Bryan Luis Santos da Rocha, 24, estudante do 2º ano do curso de Turismo na Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), conta que viu no edital de credenciamento uma oportunidade para vivenciar a profissão na prática. “Eu sempre fui apaixonado pela novidade e o edital permite isso porque a pandemia nos bloqueou. É uma chance de me conectar com a minha área e me aprofundar”, disse.

Bryan vai atuar no atendimento ao turista nas praias de Guaratuba. “Nosso Estado é muito rico em atrativos. Já fui várias vezes para Guaratuba e todas elas foram diferentes”, conta.

Gabriel Felipe Pereira Augustin, 22, vai trabalhar na Ilha do Mel. No último ano do curso de Turismo na Universidade Federal do Paraná (UFPR), ele afirma que o estudante precisa ter o contato direto com o trabalho em campo. De acordo com ele, a capacitação com informações sobre os pontos turísticos do Estado enriqueceu ainda mais os conhecimentos na área.

“Vamos repassar aos turistas a cultura dos moradores da Ilha do Mel e de Paranaguá e o conhecimento ambiental. A expectativa é muito grande para trabalhar diretamente no acolhimento aos turistas e também de conhecer colegas de outras universidades”, disse.

A secretaria estadual vai custear as despesas de alimentação dos participantes (café da manhã, almoço, lanche e jantar). A hospedagem (alojamento) é garantida em determinados locais, conforme consta em edital. Os selecionados atenderão os turistas de terça-feira a domingo, das 8h às 12h e das 15h às 19h.

Para os monitores, foi considerada a carga horária de oito horas diárias, sendo adotado o valor da hora disposto no Decreto n.º 5283/2020, de R$ 13,63, que resulta em um valor diário de R$ 109,04.

error: O conteúdo é de exclusividade do Correio do Cidadão.