Doação de leite humano pode ser feita de forma segura também durante a pandemia

No Dia Internacional de Doação de Leite Humano, 19 de maio, o BLH do Hospital São Vicente reforça a necessidade de doadoras para suprir o estoque

Muitos setores ainda sentem os efeitos causados pela pandemia, principalmente aqueles que têm a função de cuidar e administrar a saúde pública. É o caso do Banco de Leite Humano (BLH) de Guarapuava, ao longo desse ano os estoques estão cada vez mais baixos por falta de doadoras. 

Segundo dados levantados pelo BLH, atualmente, a unidade tem apenas 46 doadoras ativas. A situação preocupa a equipe responsável, pois sem o apoio das mulheres que estão amamentando, não há como manter os estoques de leite materno. 

Por isso, à campanha, organizada e pensada pela Fiocruz, “Doação de Leite Humano: a pandemia trouxe mudanças, a sua doação traz esperança”, vem com o objetivo de alcançar o maior número de doadoras possível para continuar fornecendo leite materno pasteurizado aos recém-nascidos internados na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Neonatal do Hospital São Vicente de Paulo. 

A campanha é uma ação idealizada para enfatizar o Dia Internacional de Doação de Leite Humano que é comemorado no dia 19 de maio. 

Segundo a coordenadora do Banco de Leite Humano, a nutricionista Franciele Boaria, a doação de leite é muito importante, principalmente, para manter a alimentação dos prematuros que estão na maternidade, UTI Neonatal e Unidade Médio Risco. 

“Essas crianças têm muito risco de infecção e de vir a óbito, e o leite materno tem inúmeras células de proteção, uma delas é a célula imunoglobulina A (IgA) que aparece em maior concentração. 

Na presença de patógenos no intestino, por exemplo, ela evita a aderência desses microorganismos consequentemente então ela atua na proteção de doenças que são riscos de vida para os prematuros na UTI”. 

As mulheres interessadas em doar podem procurar à unidade do Banco de Leite Humano, que está no Hospital São Vicente de Paulo das 8h às 12h e das 13h às 17h, ou entrar em contato pelo telefone (42) 3035-8374 e Whatsapp (42) 99964-1202.

error: