Candidata a vereadora causa tumulto fazendo “boca de urna” dentro de colégio, no bairro Boqueirão

De acordo com o relatório da PM, a mulher alegou ser candidata e fiscal de seção eleitoral; A equipe a orientou sobre os procedimentos a serem tomados

Na manhã de domingo (15), por volta das 9h40, a Polícia Militar (PM) foi acionada pelo Centro de Operações Policiais Militares (Copom) para verificar uma situação onde uma candidata estaria realizando “boca de urna”, dentro de um colégio, no bairro Boqueirão.

Após ser aconselhada pelas pessoas a sair do local, ela se recusou e chegou a causar tumultos.

Quando a PM chegou no endereço, a mulher (56 anos) se identificou como candidata a vereadora e fiscal de seção eleitoral.

Diante dos fatos, ela foi orientada então a permanecer no ambiente exercendo o direito de cidadã, desde que não causasse mais confusão ou tivesse contato com as outras pessoas. 

error: O conteúdo é de exclusividade do Correio do Cidadão.