Mulher é agredida e mantida em cárcere privado pelo companheiro, em Guarapuava

De acordo com a solicitante, depois das agressões ela ficou trancada em casa por aproximadamente 12 horas; O sujeito recebeu voz de prisão

Durante patrulhamento pela rua João Pessoa, no bairro Morro Alto, na tarde de domingo (15), a equipe da Polícia Militar (PM) recebeu o relato de uma mulher (32 anos) sobre uma situação de violência doméstica que havia sofrido durante a madrugada.

Segundo o relatório da polícia, o companheiro (32 anos) a teria agredido com socos, chutes, puxões no cabelo, resultando em lesões no rosto, nos braços e na perna esquerda. 

De acordo com a solicitante, após as agressões o sujeito fechou as portas da residência e a manteve em cárcere privado por aproximadamente 12 horas.

Durante esse período, o indivíduo ameaçou a família da vítima e a mesma de morte.

Quando a mulher percebeu que o agressor havia saído de casa, ela aproveitou para pedir socorro, indo até a casa dos pais. 

Diante dos fatos e do interesse em representação, a polícia realizou a abordagem no sujeito e deu voz de prisão. 

As partes foram encaminhadas até a 14ª Subdivisão Policial (SDP) para os procedimentos cabíveis.

error: O conteúdo é de exclusividade do Correio do Cidadão.