Homem embriagado agride esposa, em Guarapuava

De acordo com o relatório da PM, depois da agressão o sujeito teria saído na rua com uma foice, ameaçando as pessoas que passavam no local

A Polícia Militar (PM) foi acionada para averiguar uma situação de violência doméstica na tarde de segunda-feira (9), por volta das 15h50, que estaria ocorrendo no bairro Boqueirão.

Porém, durante o deslocamento a equipe foi informada pela Sala de Operações da PM, de que o sujeito (37 anos) havia saído da residência e que estaria pelas ruas portando uma foice, ameaçando e tentando agredir populares.

No endereço, a polícia avistou o indivíduo e deu voz de abordagem. 

Na revista pessoal nada de ilícito foi encontrado, apenas a foice que estava com o cabo de madeira quebrado.

De acordo com o relatório da PM, o abordado apresentava visíveis sinais de embriaguez, além de estar muito nervoso. Mesmo assim, o indivíduo acatou todas as ordens dos policiais.

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Segundo informações da esposa (35 anos) do sujeito à equipe, o homem havia chegado em casa bêbado e como ela já havia vivenciado outras situações de violência doméstica, resolveu esconder a foice.

No entanto, o indivíduo passou a questionar sobre o objeto, alegando que precisava do pertence para resolver um desafeto na rua.

Depois que a mulher se negou entregar a foice, o homem começou a agredi-la com tapas no rosto, resultando em um ferimento nos lábios.

Após a agressão ele teria encontrado a foice e saído para a rua.

O sujeito também apresentava algumas lesões e hematomas pelo corpo e por isso foi encaminhado até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Batel.

Posteriormente, o agressor foi conduzido até a 14ª Subdivisão Policial (SDP) para os procedimentos.

error: O conteúdo é de exclusividade do Correio do Cidadão.