Fiscalização vistoria bares e interrompe festa com mais de 40 pessoas em Guarapuava

As denúncias podem ser realizadas pelo número 156, da Ouvidoria Municipal de Guarapuava

A fiscalização nesta pandemia tem sido constante desde março, ocorrendo diuturnamente, mas com intensificação nos finais de semana – quando há mais denúncias de aglomerações e descumprimento das medidas sanitárias -,  e, com ênfase, agora, às medidas estabelecidas no decreto 8305/2020, que impôs regras mais severas de prevenção com o novo período de alerta epidemiológico.

As abordagens iniciadas na noite desta sexta-feira (27) avançaram até a madrugada deste sábado (28). A ação ocorreu nos bairros da cidade e foi realiza em conjunto com a  Polícia Militar (PM) e agentes da Guarda Municipal. Ao todo, 11 lugares (sendo 10 – bares, lanchonetes e conveniências) foram visitados. Desses, 8 apresentavam situação em conformidade com a lei. Dois bares foram autuados e interditados e uma festa particular interrompida.

Além disso, a Ouvidoria Municipal recebeu a denúncia de que uma festa particular com mais de 40 pessoas estaria ocorrendo no Jordão. O evento foi interrompido pelos polícias com autuação do responsável pela festa. De acordo com a fiscal tributária Joeci Aparecida de Lima, a fiscalização se tornou mais rigorosa nessas semanas com o intuito de diminuir o número de infectados pelo covid-19.

Estamos reforçando todas as ações de fiscalização adotadas ao longo do ano. Nossa intenção não é prejudicar o funcionamento dos estabelecimentos que cumprem as medidas sanitárias, mas coibir àqueles que as desrespeitam, incluindo os moradores que promovem festas e aglomerações em suas casas. Todo esforço é necessário para evitarmos a propagação do vírus em função da negligência das medidas e a falta de responsabilidade com a saúde pública, declarou a Joeci.

ALERTA EPIDEMIOLÓGICO

Com o retorno do alerta epidemiológico, as ações da população precisam ser ainda mais conscientes. Para o Diretor de Arrecadação e Fiscalização do Município, Adão Monteiro, o aumento no valor da multa em caso de descumprimento das normas do decreto, “Faz com que o esforço dos proprietários dos estabelecimentos seja bem maior para cumprir as determinações.”.

O objetivo das fiscalizações é manter a segurança da população com relação ao contágio do coronavírus. Para isso, as denúncias em caso de descumprimento do decreto podem ser realizadas pelo número 156, da Ouvidoria Municipal de Guarapuava.

(Reportagem: Secom/Prefeitura Municipal de Guarapuava)

error: O conteúdo é de exclusividade do Correio do Cidadão.