Fiscalização flagra festa com 70 pessoas, em Guarapuava

Vários tipos de entorpecentes foram apreendidos com os participantes da festa

A força-tarefa montada pela Prefeitura de Guarapuava e Polícia Militar teve muito trabalho na primeira noite de fiscalização no cumprimento do decreto 8.543/2021, de contenção ao avanço do coronavírus na cidade. Nesta noite de sábado (27), uma chácara foi denunciada por promover uma festa rave.

A operação comandada pelo major Cristiano Cubas, comandante do 16° Batalhão de Polícia Militar (BPM), foi realizada em uma chácara localizada na estrada do Rocio, no interior do município, e foram presas mais de 70 pessoas, além de uma grande quantidade de entorpecentes ter sido apreendida.

A Polícia Militar (PM) localizou a substância ketamina no bolso de um dos participantes. Com outros dois rapazes, a polícia encontrou 347 comprimidos de ecstasy. Um litro de entorpecente conhecido como “loló” foi apreendido.

Conforme o boletim de ocorrência, no chão e nos móveis havia uma porção de maconha, 24 comprimidos de ecstasy, cinco cigarros de maconha e três frascos com “loló”.

PRISÃO

De acordo com a PM, o responsável pelo local foi preso e os presentes encaminhados para a delegacia. Foi necessário utilizar um ônibus da PM para conduzir todos os envolvidos até a 14ª Subdivisão Policial (SDP).

Tanto policiais quanto fiscais da Prefeitura tiveram muito trabalho durante toda a madrugada. Em outras ações de fiscalização, um dos servidores foi ameaçado e agredido.

“Temos que enfrentar juntos estes dias difíceis, mas para isso cada um precisa fazer a sua parte. Notícia como essa me entristece. Porque a maioria da população está fazendo sua parte e não é justo que uma pequena parcela coloque todo o trabalho em risco”, disse o prefeito Celso Góes.

A fiscalização seguirá rígida até o fim do decreto, fazendo valer direitos e deveres de todos. Quem descumprir as determinações estaduais e municipais, pode ser responsabilizado criminalmente.

As informações são da Secretaria de Comunicação (Secom) de Guarapuava e da Polícia Militar (PM).

error: O conteúdo é de exclusividade do Correio do Cidadão.