Unicentro avalia cessão de terreno para a instalação de IML em Irati

Nesta segunda-feira (17), representantes políticos se reuniram no Campus Irati da Unicentro para discutir parcerias para a implantação de uma unidade do IML no município

A necessidade de instalação de uma unidade do Instituto Médico-Legal (IML) em Irati já uma demanda antiga do município. Mas esta questão ganhou mais urgência no mês de abril, quando Irati e outros dois municípios da região, deixaram de ser atendidos pelo IML de Ponta Grossa, e foram vinculados ao órgão de União da Vitória.

“A nossa dificuldade é que, quando acontece um acidente, um homicídio ou coisa parecida, há muita demora para que o IML se desloque de Ponta Grossa ou de União da Vitória à Irati. Se nós tivermos Irati para atender a região da Amcespar, com certeza, a gente vai ter menos tempo para o atendimento do ocorrido”, explica o prefeito de Irati, Jorge Derbli.

Nesta segunda-feira (17), representantes políticos se reuniram no Campus Irati da Unicentro para discutir parcerias para a implantação de uma unidade do IML em Irati. Estiveram presentes autoridades estaduais, regionais e locais, como a administração central da Unicentro, membros da Assembleia Legislativada do Paraná, representantes da administração municipal de Irati, dentre outras instituições, como o Conselho Comunitário de Segurança e a Delegacia. 

A meta da reunião foi unir forças políticas para o melhor andamento da proposta, visando sua concretização em um futuro próximo. Neste cenário, a Unicentro se dispôs a avaliar a possibilidade de ceder um terreno da universidade, pelo fato de o campus ser próximo à rodovia, portanto, localizado em uma área de fácil acesso aos outros oito municípios da região Associação dos Municípios Centro-Sul do Paraná (Amcespar)

O reitor da Unicentro, professor Fábio Hernandes, vislumbrou em que espaço a unidade do Instituto Médico-Legal poderia ser instalada na área pertencente ao Campus Irati, que é de mais de 300 mil metros quadrados. “Caso a gente discuta e ocorra aqui nas dependências da Unicentro, este espaço não poderá ser próximo aos blocos das salas de aula; terá de ser em outro local do campus, em que tenha um acesso, preferencialmente, à BR-153”, contextualiza Hernandes.

Para a construção deste acesso alternativo para a entrada e saída do IML, em uma área afastada das demais dependências do campus, a Prefeitura de Irati firmou o compromisso de auxiliar nesta etapa da instalação do Instituto no terreno da Unicentro. “Fico muito satisfeito em saber que a Unicentro está participando desse projeto, cedendo, mesmo que ainda não oficialmente, uma parte do seu terreno do Campus Irati para a construção do IML, faltando apenas um acesso, pois não teríamos como ficar trafegando por dentro da universidade com os veículos do IML. Teríamos uma outra entrada secundária, onde a prefeitura se propôs a executar essa obra, caso seja necessário”, avalia Derbli.

Unicentro avalia cessão de terreno para a instalação de IML em Irati
Professores Fábio, Andrea e Adriana participaram da reunião, representando a universidade

APOIOS

A proposta recebida pela Unicentro para a implementação do Instituto Médico Legal em Irati veio da Assembleia Legislativa do Paraná, encabeçada pelos deputados estaduais Emerson Bacil e Ricardo Arruda. Segundo Bacil, os trâmites começaram em meados de junho do ano passado, quando 13 deputados que representam a região assinaram um requerimento para a instalação desta unidade do IML e enviaram ao Governo do Estado do Paraná e à Secretaria da Segurança Pública. A previsão média de investimento necessário para a obra é de sete milhões de reais. Esses recursos podem advir da Lei de Diretrizes Orçamentárias do Paraná ou de verbas destinadas por deputados tanto estaduais, quanto federais.

De acordo com o deputado Bacil, a reunião teve o intuito de verificar a possibilidade da universidade ceder o terreno para a construção do Instituto, mas também de fazer alianças políticas para a concretização da proposta“Já houve a prospecção favorável da Unicentro, mas claro que precisa ainda passar pelos conselhos deliberativos da Unicentro, mas já há uma predisposição para isso. E é isso que estamos fazendo aqui – unindo forças com demais deputados, lideranças, o prefeito esteve aqui e nos disse que nos dá total apoio no que cabe à secretaria de obras para um acesso novo”.

O projeto para a instalação está sendo feito a partir de um já executado em Ponta Grossa, que teve a universidade estadual de lá como licitadora da obra, que doou o documento ao Governo do Paraná, que o tomará como modelo para as construções de IML no Estado. Neste sentido, para Irati, seriam necessários apenas alguns ajustes para a adequação do projeto. A cessão de uma parte do terreno da Unicentro para a instalação da unidade do Instituto Médico Legal em Irati ainda passará por avaliação institucional.

“Colocamos a universidade a disposição para que essa situação do IML seja resolvida. Nós precisamos tramitar isso internamente – temos o Conselho do Campus e o Conselho Administrativo da universidade, onde temos pró-reitores, diretores e professores representantes de todos os departamentos – porque uma cessão de uma área do campus tem que ser de comum acordo, pois aqui é uma comunidade em que estas questões são decididas de forma democrática”, detalha, sobre o processo, a diretora do Campus Irati, professora Andrea Nogueira Dias.

A expectativa é que, a partir da reunião realizada na Unicentro, essas informações possam ser compartilhadas também com autoridades dos nove municípios da região da Amcespar que seriam vinculados ao IML de Irati. Neste sentido, o presidente da Câmara de Vereadores de Irati,Hélio de Mello, se comprometeu a reunir assinaturas de vereadores de toda a região para apoiar a causa.“Nós precisamos aproveitar e aceitar essa ajuda, demonstrar o nosso apoio através desta manifestação, deste ofício, deste documento, porque a região está sensibilizada com esta situação. São esforços políticos que fazem as coisas acontecerem”.

Além da colaboração para uma causa de utilidade pública, a Unicentro poderia ter algumas vantagens caso a unidade do Instituto Médico-Legal seja instalada na área pertencente ao Campus Irati. De acordo com o reitor Fábio Hernandes, futuramente, acadêmicos da universidade poderiam atuar nesses espaços, participando de estágios e demais projetos que possam ser realizados em parceria com o IML. “Com certeza, se nós tivéssemos aqui em Irati, próximo às dependências da nossa Unicentro, dos nossos espaços de aula, nós teríamos ali muitos projetos de iniciação científica, muitos estágios, muitos projetos de extensão, porque trabalhamos com muito público que sofre violência, auxiliamos muitas pessoas da comunidade”, finaliza.

****Coorc/Unicentro/com revisão****

error: