Nova Tebas será sede para municípios da região no combate a pandemia

O município passará a atender pacientes da Covid-19 das cidades de Mato Rico e Santa Maria do Oeste no Hospital Municipal Antônio Pietrobon (Hmap)

O município de Nova Tebas passará a atender pacientes da Covid-19 das cidades de Mato Rico e Santa Maria do Oeste no Hospital Municipal Antônio Pietrobon (Hmap).

A equipe da secretaria de saúde de Nova Tebas esteve reunida neste domingo (18) com a diretoria da 22ª Regional de Saúde do Paraná e as equipes de saúde dos municípios de Mato Rico e Santa Maria do Oeste; o objetivo era alinhar os encaminhamentos e atendimentos de retaguarda que o município vai prestar aos pacientes das cidades vizinhas.

Devido ao cenário atual da pandemia e a falta de leitos em hospitais regionais, foi necessário que hospitais de pequeno porte passassem a ser referências para os municípios que não possuem hospital e que também possam receber pacientes que estão na espera de leitos.

Segundo a diretora da 22ª Regional de Saúde do Paraná, Eliane Rother, o intuito dessas sedes de micro é que os pacientes possam ter a devida assistência médica até que se consiga vaga em um hospital de maior complexidade. “Nos hospitais de pequeno porte é possível preparar os pacientes, nossa preocupação é para que eles não fiquem nessas cidades que não tem hospitais e até mesmo, para que não fiquem em casa, sem assistência”, conta.

Segundo Eliane, Nova Tebas está preparada para receber os pacientes. “Fiquei muito satisfeita hoje na visita ao complexo de saúde. Aqui tem um grande potencial, o prefeito e a secretária estão de parabéns pela administração e gestão da saúde”, destaca.

MUNICÍPIOS VIZINHOS

O prefeito de Mato Rico, Edelir de Jesus Ribeiro da Silva, também estava presente na reunião e ressalta que o seu município não possui hospital, e isso dificulta no atendimento dos pacientes.

“Nós temos dificuldades de leitos e internamento nas regionais de saúde, e Nova Tebas com sua estrutura de saúde com o Hospital, se colocou a disposição para atender o nosso município. Assim, temos condição de internamento, para que nossos pacientes cheguem aqui e sejam atendidos com muito cuidado e profissionalismo até que abram as vagas nos hospitais de maior complexidade”, explica.

Representando a cidade de Santa Maria do Oeste, a secretária municipal de saúde, Daiane de Oliveira, destacou a importância da Sede de Micro para os pacientes. “Nós, os municípios pequenos, que não temos hospitais, temos grande dificuldades com os pacientes no pronto atendimento, pois precisamos do suporte hospitalar. E, agora, o Hospital de Nova Tebas vem como uma grande ajuda, fazendo a retaguarda até que nosso paciente consiga uma vaga no hospital regional. E acredito que pela estrutura de Nova Tebas, eles conseguem prestar esse devido atendimento aos pacientes, pois ele pode aguardar essa vaga dentro de um ambiente hospitalar, com suporte médico 24horas”, finaliza.

Hoje, dentro da 22ª Regional de Saúde, há quatro hospitais que servem de sede de micro, além de Nova Tebas, Manoel Ribas, São João de Ivaí e Jardim Alegre prestam o atendimento de retaguarda aos pacientes da Covid-19 de outras cidades vizinhas.

error: