Nos últimos dias, seis pessoas morreram em acidentes na PR 466

Em um grave acidente registrado nesta terça-feira (27), dois passageiros e o motorista de um caminhão carregado com tijolos faleceram; em outra ocorrência, no fim de semana, pai e filho morreram

A PR 466, que faz a ligação de Guarapuava com municípios como Turvo e Pitanga, na região Centro do Paraná, vem sendo palco de inúmeras tragédias nos últimos dias.

Entre domingo (25) e terça-feira (27), seis pessoas faleceram em acidentes ocorridos nesse trecho da rodovia estadual.

No dia 25 de outubro, Carlos Alberto Gregio (61 anos) e seu pai, Olivo Santos Gregio (91 anos), morreram após a caminhonete Toyota/Hilux em que estavam colidir com a traseira de um caminhão, entre Boa Ventura de São Roque e Pitanga.

A batida foi por volta das 18h46 de domingo e comoveu a região.

PITANGA
Menos de 24 horas depois, Airton Borges dos Santos (68 anos), passageiro de um VW/Gol, foi a óbito depois que o veículo se envolveu em um acidente com um caminhão Volvo/FH540.

Segundo a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), a colisão foi no Km 178,5 da rodovia, em um trevo de Pitanga. O motorista (49 anos) do automóvel se feriu gravemente e foi socorrido.

CAMINHÃO
Já na manhã desta terça-feira (27), três pessoas morreram após um acidente entre um bitrem e um caminhão na mesma rodovia, no trecho entre Pitanga e Manoel Ribas.

A colisão ocorreu após o bitrem tombar em uma curva, atingindo o veículo de grande porte que estava carregado com tijolos.

Informações apuradas pelo CORREIO apontam que dois passageiros faleceram ainda no local. O condutor foi socorrido com vida após ficar preso às ferragens, mas não resistiu aos ferimentos.

TURVO
Poucas horas após esse gravíssimo acidente, a região de Guarapuava registrou uma nova ocorrência com vítima fatal, agora na rodovia João Maria de Jesus.

Por volta das 12h50, o 12° Grupamento de Bombeiros (GB) foi acionado para atender um acidente nas proximidades do município de Turvo. Um caminhoneiro morreu.

O Instituto Médico-Legal (IML) de Guarapuava foi acionado para atender o caso.

Ainda não se sabe o que causou o acidente.

error: O conteúdo é de exclusividade do Correio do Cidadão.