Homem levado como refém por ladrões é encontrado morto, em Rio Bonito do Iguaçu

O corpo de Ênio Pasqualin (48 anos) foi encontrado na manhã deste domingo (25); o homem era ligado ao MST, que lamentou a morte em nota

O morador de Rio Bonito de Iguaçu que foi levado como refém após um roubo a residência na noite do último sábado (24) foi encontrado morto na manhã deste domingo (25). Trata-se de Ênio Pasqualin (48 anos).

A Polícia Militar (PM) recebeu uma ligação informando que um corpo havia sido encontrado no assentamento Ireno Alves, mesma localidade em que o homem morava. No local, os policiais contataram que se tratava de uma pessoa do sexo masculino, caída de bruços.

Ainda no local houve a confirmação que se tratava do senhor levado pelos bandidos. 

Diante disso, o Instituto Médico-Legal (IML) foi acionado, além da Polícia Civil e da Criminalística. 

MST

Ênio era militante do Movimento dos Trabalhadores sem Terra (MST), tendo ocupado posições de coordenador de base a dirigente estadual do MST Paraná. O movimento emitiu uma nota de pesar, e falou em execução.

“Ênio foi retirado de sua casa por sequestradores na noite deste sábado, e seu corpo foi encontrado na manhã deste domingo nas proximidades do assentamento, com claras evidências de execução”, relata um trecho da nota.

“No dia 15 de outubro, Ênio comemorou seus 48 anos de vida junto a sua família e hoje, 10 dias após seu aniversário, deixa sua família de forma inaceitável. Tiraram a vida de um pai, de um marido, deixando suas duas filhas, o filho e a esposa com uma dor inexplicável”, completa o texto publicado pelo movimento.

ROUBO

De acordo com a PM, o roubo na casa da vítima aconteceu na noite de sábado (24), quando dois homens armados chegaram a pé na residência. 

Ainda na ocasião, o dono da propriedade foi atingido por um tiro e, depois de roubar dinheiro e celulares, os ladrões o levaram como refém.

error: O conteúdo é de exclusividade do Correio do Cidadão.