89% da população idosa já tomou primeira dose da vacina contra a Covid-19 no Paraná

Até esta sexta-feira (7), 1.566.342 pessoas com 60 anos ou mais tinham recebido a primeira dose do imunizante, sendo que 51% já completaram o ciclo vacinal. Até agora, o Estado aplicou 2.967.359 doses, imunizando 17% da população paranaense e 40% dos grupos prioritários.

Nove em cada dez paranaenses com 60 anos ou mais já tomaram a primeira dose da vacina contra a Covid-19. Até esta sexta-feira (7), o Estado já tinha vacinado 1.566.342 pessoas dessa faixa etária, 89% das 1.762.070 pessoas previstas no Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19. Entre elas, 51% já completaram o ciclo vacinal, com a aplicação das duas doses do imunizante.

Segundo o Vacinômetro da Secretaria de Estado da Saúde, o Paraná tinha aplicado, até a tarde de sexta-feira, 2.967.359 doses dos imunizantes Coronavac, da parceria Sinovac e Instituto Butantan, e Covishield, feito pela AstraZeneca e Fiocruz. O número representa 81% das mais de 3,6 milhões de doses que o Governo do Estado recebeu do Ministério da Saúde e distribuiu entre os municípios.

Deste total, 1.917.810 foram de primeiras doses e 1.049.549 das doses complementares. Com isso, 17% da população paranaense recebeu pelo menos a primeira dose da vacina, 40% dos grupos prioritários contemplados no Plano Estadual. Entre os que completaram a imunização, estão 9,5% do total de paranaenses e 22% dos que têm prioridade na campanha.

“Nosso plano é vacinar o número maior de paranaenses no menor tempo possível, só assim o Estado vai conseguir superar essa pandemia”, salienta o secretário estadual da Saúde, Beto Preto. “Assim que o Ministério da Saúde nos encaminha as doses, elas são enviadas rapidamente aos municípios para que iniciem a aplicação. As cidades paranaenses têm sido bastante ágeis nesse processo e aderiram às campanhas do Governo do Estado de vacinação de domingo a domingo e em horários estendidos”.

Além da população idosa, o Paraná também vacinou 91% dos indígenas com a primeira dose (9.672 pessoas), sendo que 94% dos que tomaram também receberam a segunda dose (9.126), e 54% da população de comunidades tradicionais e quilombolas (5.253 pessoas).

O Estado também vacinou 11.455 pessoas com 60 anos ou mais vivendo em Instituições de Longa Permanência para idosos, 94% desse público, sendo que 89% também receberam a segunda dose. Além de 776 pessoas com deficiência atendidas por instituições inclusivas.

Entre os trabalhadores da saúde, mais profissionais foram vacinados do que o previsto inicialmente no plano, já que mais pessoas passaram a trabalhar no enfrentamento à pandemia. Até agora, 314.457 trabalhadores da área foram imunizados, sendo que 73% (230.967) já completaram o ciclo vacinal.

Outros públicos também já começaram a ser vacinados. Um quinto dos profissionais das forças de salvamento e segurança e das Forças Armadas, um total de 7.643 pessoas, recebeu a primeira dose, além de 2.212 pessoas com comorbidades ou com deficiência permanente. 

IDOSOS 

Entre a população idosa, as faixas etárias com a maior porcentagem de vacinados é dos 80 aos 84 anos, com praticamente 100% desse público já vacinado com a primeira dose e 55% com o ciclo vacinal completo.

Entre o público de 65 a 79 anos de idade, 96% já receberam a primeira dose. Na faixa dos 65 aos 69 anos foram 422.258 pessoas, das quais 43% receberam a segunda dose; dos 70 aos 74 anos foram 308.594 pessoas (89% com a segunda); além de 208.371 com idade entre 75 e 79 anos vacinadas com primeira dose, sendo que 91% delas já completaram a imunização.

Há um mês, cerca de 40 mil pessoas com idade entre 60 ou 64 anos tinham recebido a primeira dose do imunizante, apenas 7% das 554.705 pessoas nessa faixa etária, o maior público entre a população idosa. Esse número subiu para 394.390 pessoas vacinadas, ou 71% do público. Entre a população com mais de 90 anos, 33.816 receberam a primeira dose e 91% delas completou o ciclo vacinal.

error: