Prof. Pablo tem assistência social, esporte e educação como prioridades na Câmara

Eleito com 1.824 votos, o ex-secretário de Esportes e Recreação de Guarapuava, Pablo Almeida, foi o candidato mais votado para a próxima legislatura; em entrevista ao CORREIO, ele fala sobre suas vertentes de trabalho

O ex-secretário de Esportes e Recreação de Guarapuava, Pablo Almeida, o Prof. Pablo (Podemos), foi o candidato mais votado neste ano, com 1.824 votos, e garantiu uma vaga na Câmara de Vereadores.

Em entrevista concedida ao CORREIO nesta terça-feira (24), o vereador eleito diz que sua experiência na administração municipal pode contribuir para o seu mandato no Legislativo, sobretudo no que diz respeito à gestão pública.

“Eu acredito que durante todo esse período em que eu estive secretário, eu consegui entender muito as nuances de relação entre Legislativo e Executivo, entre as questões que regem a gestão pública e tudo isso vai nos dando um certo amadurecimento”, explica.

Na Casa de Leis, Pablo diz que terá como vertentes de trabalho o esporte, a assistência social e as políticas públicas para os idosos. “São bandeiras que me motivam muito a trabalhar. E eu sou professor de formação, então acredito que a educação estará entre os meus principais trabalhos durante o período em que eu estiver na Câmara”.

CAMPANHA
Tendo recebido um expressivo número de votos, Pablo garante que fará um mandato para todos os guarapuavanos na Câmara.

“Isso me traz a vontade e certamente a responsabilidade de trabalhar ainda mais. Tudo aquilo que eu almejava, que eu sonhava, se transformou em algo muito maior do ponto de vista de trabalho, de missão e de dedicação. Eu estou muito feliz e muito agradecido”, afirma.

Almeida diz que sua experiência na administração municipal pode contribuir para o seu mandato no Legislativo (Foto: Arquivo/Correio)

PARTIDO
O vereador eleito explica que escolheu fazer parte do Podemos pelas lideranças do senador Álvaro Dias e do prefeito Cesar Silvestri Filho, que é presidente estadual da legenda. Inclusive, ele cita Cesar Filho como um de seus mentores políticos.

“É um partido que tem hoje os três senadores do Paraná [além de Dias, Oriovisto Guimarães e Flávio Arns], tem o nosso prefeito, e eu, lá atrás, quando começamos a construir a chapa, eu me prontifiquei a ajudar a montar essa chapa”, pontuando que foram buscadas lideranças para concorrer pela sigla.

SITUAÇÃO
Ao lado do Cidadania, o Podemos deverá ser o núcleo de apoio ao prefeito eleito, Celso Góes, na próxima legislatura. Somados, são pelo menos oito parlamentares situacionistas, além de dois nomes do PSL, que também devem compor a base.

“Eu tenho comigo a convicção de que novos partidos integrarão essa base, farão parte, tendo em vista toda a capacidade que o prefeito Celso de articular e, em especial, de aglutinar lideranças. Tenho absoluta certeza que o Celso fará um grande governo e certamente terá o apoio da grande maioria da Câmara de Vereadores”, destacando o potencial do vice-prefeito eleito, Samuel Ribas. “É um jovem talentoso, com discurso leve e que nos transmitiu muita confiança. Vejo nele uma nova liderança política”.

error: O conteúdo é de exclusividade do Correio do Cidadão.