PL destina R$ 3 milhões para geradores e elevadores do Hospital do Câncer

Encaminhado à Câmara pela Prefeitura de Guarapuava, o projeto autoriza a destinação do montante para a unidade hospitalar; texto deve ser apreciado com urgência pelos vereadores, em sessão extraordinária nesta quinta

Um projeto de lei encaminhado pelo prefeito de Guarapuava, Celso Góes (Cidadania), destina um montante de R$ 3 milhões para aquisição de geradores de energia e elevadores para o Cancer Center – o Hospital do Câncer.

Tramitando na Câmara de Vereadores, o texto deve ser analisado pelos parlamentares nesta semana, em uma sessão extraordinária.

“O Hospital do Câncer em Guarapuava tem envolvido diversos segmentos públicos e privados e, a administração do município […] tem somado esforços para que este objetivo se concretize”, afirma a justificativa do PL.

De acordo com o projeto, a destinação dos recursos é fundamental para a continuidade das obras da unidade hospitalar.

URGÊNCIA
Durante a sessão da terça-feira (9), o presidente do Legislativo, João Napoleão (Podemos), destacou que o PL será apreciado em regime de urgência, visto a necessidade de repassar os recursos para a continuidade da obra.

“É um projeto de um convênio entre a Prefeitura e o HC, e eu quero pedir a sensibilidade das senhoras e senhores vereadores e das comissões”, disse o edil. “Para que avaliem e deem rapidamente esses pareceres e, se for possível, eu gostaria de, diante dos pareceres, já na quinta-feira [11 de fevereiro] nós estarmos votando”.

Devido ao feriado de Carnaval, Napoleão destacou que não serão realizados encontros da Câmara na segunda e terça-feira da próxima semana.

REQUERIMENTO
Também na última sessão, foi votada e aprovada uma moção de apelo ao presidente do Banco do Brasil, André Brandão, para que a agência Portal do Lago, em Guarapuava, não seja fechada. O pedido foi encabeçado por todos os vereadores.

“A solicitação é porque é uma agência superavitária, ou seja, que traz lucro, traz riqueza, e atende um grande número de cidadãos de Guarapuava e região, e que emprega mais de 15 pessoas. Essa é uma medida [de fechamento] desnecessária, vai fazer falta para a cidade de Guarapuava”, afirmou a Profª Terezinha (PT). “O fechamento daquela agência vai sobrecarregar a outra, da rua Senador Pinheiro Machado, e vai trazer prejuízo”.

error: O conteúdo é de exclusividade do Correio do Cidadão.