‘Mais uma grande conquista’, diz secretário de Finanças sobre aprovação da LOA

Ao CORREIO, o titular de Finanças afirma que a Lei Orçamentária Anual (LOA) transforma em números os projetos que já estão designados para serem realizados no próximo exercício financeiro do município

O secretário de Finanças de Guarapuava, Diocesar Costa de Souza, classificou como uma “grande conquista” a aprovação da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2021.

O texto foi discutido e votado pela Câmara de Vereadores em duas oportunidades, na quarta (16) e na sexta-feira (18), em sessões extraordinárias.

Ao CORREIO, o titular de Finanças afirma que a LOA transforma em números os projetos que já estão designados para serem realizados no próximo exercício financeiro.

De acordo com Diocesar, três pastas da Prefeitura de Guarapuava se destacam no volume de recursos destinados: Educação e Cultura, Saúde – protagonista em meio ao combate à pandemia da Covid-19 – e Obras. “Não que as demais secretarias não tenham essa importância. Mas essas três são as que mais vão atingir a população”, acrescenta.

GESTÃO
O secretário também diz que espera que 2021 seja “realizado e coroado com grandes êxitos”, assim como os últimos anos da gestão municipal.

“Que a administração pública possa, como sempre tem feito, realizar seus compromissos, pagando seus fornecedores, salários… tudo isso está contemplado dentro da Lei Orçamentária Anual, que no exercício financeiro de 2021 será um desafio, poder manter esse equilíbrio”, ressaltando que a administração de Guarapuava preza pela boa gestão dos recursos públicos. “Esperamos ser um ano promissor, e que Guarapuava possa cada vez mais ter esse nível de desenvolvimento”.

NÚMEROS
De acordo com o texto encaminhado pelo prefeito Cesar Silvestri Filho (Podemos), o total de receitas está estimado em R$ 464.199.421 para o próximo ano, sendo que essa a junção dos recursos das administrações diretas e indiretas.

O orçamento do Poder Executivo será de R$ 438.694.878 e da Câmara, R$ 18 milhões; a Fundação Proteger terá R$ 8.652.843, o Fundo de Reequipamento do Corpo de Bombeiros, R$ 1.796.700; o Fundo da Infância e da Adolescência, R$ 1,4 milhão; e o Instituto da Previdência (GuarapuavaPrev), R$ 13,655 milhões.

SECRETARIAS
Entre as pastas municipais, a Secretaria de Educação e Cultura possui o maior orçamento, com pouco mais de R$ 149,355 milhões disponíveis; a de Saúde, segundo o texto da LOA, terá R$ 109 milhões. Na sequência aparecem Viação, Obras e Serviços Urbanos, com R$ 53,4 milhões, e Administração, com R$ 24,3 milhões.

O menor orçamento é da Secretaria de Planejamento, com aproximadamente R$ 675,3 mil disponíveis para o próximo ano. A Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres tem previsto um montante de R$ 1.158.072.

error: