’15 segundos’: de quem é a voz que marca o tempo de fala na CPI

Ela destaca que o “15 segundos” não foi gravado pensando na CPI, mas nas sessões remotas, que acontecem desde o início de 2020 em função da pandemia

Quem está acompanhando as sessões da CPI da Pandemia já deve estar acostumado a ouvir esse sinal sonoro: “15 segundos!”.

O temido som de “15 segundos” marca a finalização do tempo dado ao senador para fazer sua intervenção ao depoente na CPI. Geralmente esse tempo é de 15 minutos, nos quais o senador pode fazer perguntas ou apenas discursar. Esse tempo de fala é marcado em um sistema eletrônico. Portanto, o aviso é disparado de forma automática, assim como nas sessões remotas do Senado Federal.

Mas de quem é a voz responsável por avisar ao senador que o tempo está acabando?

É da locutora Marluci Ribeiro (Foto), da Rádio Senado. Ela destaca que o “15 segundos” não foi gravado pensando na CPI, mas nas sessões remotas, que acontecem desde o início de 2020 em função da pandemia.

“A partir da pandemia, eu vivenciei um outro tipo de locução, remota. Então, eu tive a oportunidade de gravar produtos a distância. E um deles foi essa da marcação dos tempos de fala dos senadores durante a sessão plenária remota do Senado Federal, tão logo teve início a pandemia. Como eu sou diabética, estou em trabalho remoto”, explica.

Marluci não esperava, no entanto, que fosse virar uma espécie de “meme sonoro” nas redes sociais. “Nunca imaginei que pudesse ter esse tipo de repercussão. Eu recebi o tweet pelo grupo de WhatsApp dos locutores. Inclusive um dos meus colegas me disse que eram os meus “quinze segundos de fama”. Eu achei tudo muito divertido, compartilhei com meus familiares, recebi cumprimentos dos colegas da Rádio… Enfim, acho essa história toda realmente muito engraçada”.

**************Reportagem: Rádio Senado

error: