Terceirona 2020 dá o pontapé inicial nesta quarta-feira (18)

A temporada de competições profissionais em campo continua no Paraná. Sete times disputarão duas vagas para a Divisão de Acesso de 2021. Um dos clubes mais tradicionais é o Atlético Clube Paranavaí (ACP), o Vermelhinho, que já foi campeão da 1ª Divisão em 2007 e hoje está em fase de reconstrução

Três jogos abrem, na tarde desta quarta-feira (18 novembro), a edição 2020 do Campeonato Paranaense da 3ª Divisão. É o início da caminhada dos times que sonham com o acesso à 2ª Divisão e um dia, quem sabe, estar na elite do futebol estadual.

Todas essas partidas da 1ª rodada começam às 15h30: AC Paranavaí x Sport Campo Mourão, no Estádio Mun. Dr. Waldemiro Wagner; Portuguesa Londrinense x Cambé, no Estádio do Café, em Londrina; e AA Iguaçu x Grecal, no Estádio Municipal Antiocho Pereira, em União da Vitória.

São sete clubes participantes, divididos regionalmente em Grupo A (AC Paranavaí, A. Portuguesa Londrinense, CA Cambé e SC Campo Mourão) e Grupo B (AA Iguaçu, Grecal e Verê FC).

Segundo o regulamento, todos se enfrentam em turno/returno, dentro de seus agrupamentos. Classificam-se os dois clubes que somarem o maior número de pontos ganhos, em cada um dos grupos, considerados os resultados obtidos nesta fase.

Na semifinal, os dois times que somarem o maior número de pontos ganhos formarão os Grupos “C” e Grupo “D”, com jogos de ida e volta.

E, na grande final, os vencedores dos Grupos “C” e “D” formarão o Grupo “E” e jogarão a decisão, também em disputa mata-mata. A previsão é de término da Terceirona em dezembro deste ano.

Aliás, campeão e vice estarão automaticamente classificados para a 2ª Divisão de 2021. Ou seja, conquistam o acesso.

TRADIÇÃO
De todos os participantes, talvez o mais tradicional seja o Atlético Clube Paranavaí (ACP). O Vermelhinho, como é mais conhecido, já foi campeão da 1ª Divisão (em 2007); mas hoje amarga a última divisão profissional do Estado. No ano passado, por exemplo, foi rebaixado e chegou à Terceirona.

Segundo o jornal Diário do Noroeste, o representante de Paranavaí é gerido pelo empresário Jair Souza (sócio proprietário da empresa JL Soccer), que deve investir R$ 190 mil na temporada. Comandado pelo técnico Rafael de Souza, o elenco mescla jogadores experientes e jovens talentos.

Durante a pré-temporada, o clube realizou sete jogos amistosos contra equipes da região, com sete vitórias, 25 gols feitos e apenas três sofridos.

Elenco do Paranavaí mescla jogadores experientes e jovens talentos (Foto: ACP)

REGIÕES
A configuração geográfica da Terceirona de 2020 compreende o Noroeste (caso do ACP), Centro-Oeste (Sport), Norte, Sudoeste (Verê), Sul e RMC (Grecal).

A Região Metropolitana de Londrina (RML), no Norte, aparece em maioria, com dois times: o Clube Atlético Cambé (CAC) e a Portuguesa Londrinense. Inclusive, o Galo da Comarca cambeense fez um amistoso contra o Batel de Guarapuava durante a preparação batelina para a Segundona neste ano. E, segundo a tabela da FPF, o Sport vai mandar seus jogos em Rolândia, na mesma RML, sob o nome “Sport /Mamborê” – é uma parceria com o município de Mamborê.

Fundado em 1989, o CAC vem fazendo jogos preparatórios. O último antes da estreia foi contra o Sport Clube Águia, em Ibiporã (vitória de 3 a 0 para o time de Cambé).

Mas um dos favoritos ao acesso é a Associação Atlética Iguaçu, clube originário de União da Vitória (Sul). Era para esse time ter disputado a Segundona em 2020 (via convite), mas decisões extracampo impediram que isso ocorresse. Treinado por Richard Malka, o elenco vem afiado e com destaques: caso do atacante Sabiá, que foi artilheiro em 2019 e voltou à Pantera do Vale.

Em sua preparação, o Cambé enfrentou o Batel antes do início da 2ª Divisão (Foto: CAC)

ESTÁDIOS
Seguindo a mesma prática das divisões superiores, a Terceirona terá estádios com portões fechados, como medida de segurança contra a covid-19.

Por isso, muitos clubes já anunciaram que farão a transmissão dos jogos pelas redes sociais, seguindo o mesmo modelo já aplicado em outras competições.

error: O conteúdo é de exclusividade do Correio do Cidadão.