Jogo entre Batel e Nacional ‘salda’ na próxima terça (10) a última partida atrasada da Segundona 2020

Como os compromissos da equipe de Rolândia se chocaram com as datas do Brasileirão, seus jogos no Paranaense foram alterados e somente agora vão se normalizar. As rodadas decisivas para definir o G4 e o ZR serão em meados deste mês de novembro

Associação Atlética Batel e Nacional Atlético Clube (NAC) entram em campo na próxima terça-feira (10 novembro), às 15h30, para “saldar” o último jogo atrasado da 1ª fase da 2ª Divisão 2020.

Os demais times estão focados apenas na disputa das decisivas 8ª e 9ª rodadas em meados de novembro. Mas as equipes de Guarapuava e Rolândia, além desses jogos, ainda precisam duelar pela 6ª rodada, que foi realizada quase integramente nas datas de 14 e 15 de outubro. Naquela ocasião, os resultados ficaram assim: Azuriz 4 x 0 Araucária EC, REC 1 x 2 Prudentópolis FC, Andraus Brasil 2 x 2 São Joseense e Apucarana Sports 1 x 1 Maringá FC.

Ou seja, quase um mês depois Nacional e Batel vão duelar pelos pontos da 6ª rodada, na terça-feira, no Estádio Mun. Érich Georg, em Rolândia. Isso ocorre porque os compromissos do NAC na Série D do Brasileirão se chocaram com as datas da Segundona estadual. Desse modo, a equipe rolandense fez uma minimaratona recente de jogos para “saldar” os duelos atrasados

Mas o negócio não foi bom, pois o Guerreiro do Norte segue sem vencer na Divisão de Acesso 2020 e ocupa a lanterninha da competição. Em seis jogos, acumula um empate e cinco derrotas – o revés mais recente ocorreu no dérbi rolandense, quando perdeu para o Rolândia Esporte Clube (REC) na quarta-feira (4), em partida atrasada da 5ª rodada.

Situação semelhante vive o Rubro-Negro da Baixada. Em seis rodadas, a equipe batelina tem dois empates e quatro derrotas. Não por sinal, está na zona de rebaixamento.

Por isso, o embate entre as duas equipes é decisivo para o representante de Guarapuava. Em caso de vitória na terça-feira, o Batel iria a 5 pontos, ainda permanecendo na temida ZR; mas se aproximando de São Joseense (em 8º lugar) e REC (9º lugar), ambos com 7 pt cada. No entanto, o time comandado pelo técnico Rafael Andrade ainda tem mais dois jogos para somar.

G4
Na parte superior da tabela, a briga é por três vagas no G4. Tudo porque o invicto Maringá FC soma 17 pontos e já se garantiu matematicamente às semifinais. Portanto, restam três “passaportes” para a sequência do campeonato.

À exceção de Batel e Nacional, todos os outros oito participantes estão com os jogos em dia e têm apenas mais duas rodadas para se garantir; enfim, seis pontos em disputa. Na classificação atual, o MFC lidera, seguido de Azuriz (12 pt), Prudentópolis (12 pt) e Andraus Brasil (10 pt). Hoje, estes seriam os times da fase mata-mata.

Mas a diferença para o bloco intermediário é mínima. Na 5ª posição, o Apucarana aparece com 10 pontos; depois, Araucária EC (9 pt), REC (7 pt) e São Joseense (7 pt). Em resumo, uma vitória pode mudar tudo, principalmente para o Dragão do Norte e o Cacique, que podem voltar ao G4 em caso também de tropeço dos líderes.

São pelo menos cinco times brigando por três vagas à 2ª fase da Divisão de Acesso; e quatro para fugir do descenso à 3ª Divisão. O campeonato promete altas emoções nos dias 16 e 19 de novembro.

error: O conteúdo é de exclusividade do Correio do Cidadão.