Em ‘carta aberta’, diretoria do CAD dá prazo para resolução de imbróglio na Série Prata

Segundo informações de bastidor, existe a possibilidade de o São Miguel ser punido com a perda dos pontos, mudando assim a classificação final do chaveamento. No texto da carta, a equipe guarapuavana diz que deu um prazo para a resolução do problema: 12 de novembro

A diretoria do Clube Atlético Deportivo Cresol (CAD)/Guarapuava utilizou suas redes sociais para divulgar uma “carta aberta” nesta quarta-feira (11 novembro). Trata-se de um posicionamento relativo a imbróglio no Grupo C da Série Prata 2020.

Segundo informações de bastidor, existe a possibilidade de o São Miguel ser punido com a perda dos pontos, mudando assim a classificação final do chaveamento. Até o início da tarde desta quarta, no site da Federação Paranaense de Futebol de Salão (FPFS) ainda não constava a homologação dos resultados da rodada de sábado (7), o que pode ser um indicativo da demora em se resolver essa questão.

No texto da carta, o CAD diz que deu um prazo para a resolução do problema: 12 de novembro. “Não temos condições de ficar mantendo folha salarial de toda a equipe, alimentação e hospedagem dos nove atletas que compõem nosso elenco que são de fora da cidade e ficam sob nossos cuidados. Os gastos não são poucos, a responsabilidade é imensa, estes são alguns tópicos, despesas e responsabilidades subsequentes que não temos subsídios e forças para manter esperando respostas”, explica.

A nota do Time de Guerreiros diz ainda que, na última segunda-feira (9), enviou para a FPFS um pedido sobre os assuntos extraquadra.

“Pois bem, entendemos que toda ação jurídica e de decisão demanda de algum tempo de resposta e principalmente de defesa mesmo após o julgado. Buscamos de todas as formas contato, respostas, previsão e posicionamento da situação, ficando as respostas de nossas dúvidas e solicitações sem as necessárias e devidas respostas. O CAD, por sua vez, não tem intenção em prejudicar a outra equipe, visto que também é franqueado a Liga Futsal Paraná e não fomos penalizados por ter se licenciado e não jogado a competição em 2020 devido as dificuldades financeiras, reconhecemos também que mesmo estando regulamentado no campeonato a pena para o São Miguel e demais equipes. A Federação devia olhar com mais carinho a Liga Futsal Paraná, visto que surgiu para buscar recursos, facilitar o desenvolver das competições para os clubes, e vários outros adjetivos que, por vezes, os clubes buscaram através da Federação e tiveram algumas negativas, promessas não cumpridas por parceiros da Federação e pela própria entidade…”, afirma a carta.

Desse modo, caso não haja resposta para a data estipulada de 12 de novembro, a diretoria guarapuavana pretende finalizar sua temporada 2020, cumprindo todas as responsabilidades na competição.

Mesmo sem ter alcançado seu objetivo em quadra, que era o acesso à Série Ouro, o CAD afirma que “sai de cabeça erguida” em face do trabalho desenvolvido até aqui. No entanto, o trabalho nos bastidores continuará. “Visto que precisamos captar para finalizar o caixa 2020, planejar o 2021… e continuar sempre lutando em prol deste escudo que vai muito além do futsal, de antemão agradecemos a compreensão de todos e que através desta todos os torcedores, parceiros e órgãos se façam cientes das decisões sobre nosso futuro”, finaliza o texto, que leva a assinatura do Grupo Gestor.

***********O texto completo da carta pode ser conferido logo abaixo:
Imbróglio FPFS, Classificação: Carta aberta, informativa, preventiva e de decisão.
Senhores e senhoras, iniciamos esta carta afim de explicar aos torcedores, patrocinadores, colaboradores e principalmente para arquivo de defesa preventiva.
Como é de conhecimento de todos, iniciamos a semana eliminados em quadra, tristes por não ter alcançado nosso objetivo principal, ciente que até a data de 09 de novembro de 2020 cumprimos com todas nossas obrigações dentro e fora de quadra com atletas, fornecedores, patrocinadores, incentivadores, despesas de arbitragens, verbas federativas, ações trabalhistas (inclusive quitação de mais algumas que estavam correntes), acordos trabalhistas extra judiciais, manutenções, entre outros… Foi sofrido, porém enquanto tivemos calendário demos mais que o máximo de esforço e trabalho para manter e principalmente andar de cabeça erguida, satisfeitos pelo trabalho positivo que estamos fazendo frente a gestão do clube até aqui.
A nossa nota de hoje, é para informar que na última segunda feira (09/11/2020) enviamos até a FPFS (Federação Paranaense de Futebol de Salão) um pedido sobre os assuntos extra quadra que estão acontecendo antes mesmo da bola rolar na última rodada da segunda fase… Pois bem, entendemos que toda ação jurídica e de decisão demanda de algum tempo de resposta e principalmente de defesa mesmo após o julgado, buscamos de todas as formas contato, respostas, previsão e posicionamento da situação, ficando as respostas de nossas dúvidas e solicitações sem as necessárias e devidas respostas. O CAD por sua vez, não tem intenção em prejudicar a outra equipe, visto que também é franqueado a Liga Futsal Paraná e não fomos penalizados por ter se licenciado e não jogado a competição em 2020 devido as dificuldades financeiras, reconhecemos também que mesmo estando regulamentado no campeonato a pena para o São Miguel e demais equipes… A Federação devia olhar com mais carinho a Liga Futsal Paraná, visto que surgiu para buscar recursos, facilitar o desenvolver das competições para os clubes, e vários outros adjetivos que por vezes os clubes buscaram através da Federação e tiveram algumas negativas, promessas não cumpridas por parceiros da Federação e pela própria entidade…
Em resumo: A diretoria vem aqui informar que já tem uma decisão lúcida e necessária sobre estes fatos, DEMOS O PRAZO NECESSÁRIO PARA SERMOS INFORMADOS, USAMOS DO BOM SENSO, POSTERGAMOS E NOVAMENTE ESTAMOS DANDO NOVO PRAZO, PRECISAMOS DE RESPOSTAS CONCRETAS ATÉ A DATA DE 12/11/2020, pois não temos condições de ficar mantendo folha salarial de toda a equipe, alimentação e hospedagem dos 9 atletas que compõe nossos elenco que são de fora da cidade e ficam sob nossos cuidados, os gastos não são poucos, a responsabilidade é imensa, estes são alguns tópicos, despesas e responsabilidades subsequentes que não temos subsídios e forças para manter esperando respostas…
Caso não tenhamos respostas até a data acima descrita, estaremos finalizando nossa temporada de 2020, cientes que cumprimos todas as responsabilidades perante a competição, acertando resquícios com nossos fornecedores, contratos, verbas rescisórias a serem quitadas (inclusive o clube está com dificuldades para honrar e cada caso será acertado individualmente conforme pré-combinado com os colaboradores)… Gostaríamos também de salientar e finalizar dizendo que embora não conseguimos o nosso objetivo principal em quadra que era subir o clube de divisão, saímos de cabeça erguida por todo trabalho, pelo rendimento sobre todas as dificuldades e de esbarrar “na trave” uma classificação para as semi finais, mesmo encerrado o trabalho em quadra o de bastidor seguirá a todo vapor, visto que precisamos captar para finalizar o caixa 2020, planejar o 2021… E continuar sempre lutando em prol deste escudo que vai muito além do futsal, de antemão agradecemos a compreensão de todos e que através desta todos os torcedores, parceiros e órgãos se façam cientes das decisões sobre nosso futuro.
Att – Grupo Gestor Clube Atletico Deportivo – “CAD Guarapuava”

error: O conteúdo é de exclusividade do Correio do Cidadão.