CAD inicia pré-temporada de 2021 visando Série Prata e Liga

A volta aos trabalhos ocorreu na manhã desta quinta-feira (18), durante apresentação dos jogadores e comissão técnica. O pontapé inicial ocorreu no Ginásio Joaquim Prestes, o Joaquinzão, com a presença do secretário municipal de Esportes e Recreação, Milton Roseira Jr.

O Clube Atlético Deportivo (CAD) retornou aos trabalhos na manhã desta quinta-feira (18 fevereiro), durante apresentação do elenco e da comissão técnica no Ginásio Joaquim Prestes, o Joaquinzão, em Guarapuava. O encontro contou com a presença do secretário municipal de Esportes e Recreação, Milton Roseira Jr.

O Time de Guerreiros deu início a sua pré-temporada visando principalmente duas competições no salonismo estadual: a Série Prata e a Liga Futsal Paraná (LFP).

Segundo o técnico Baiano, a programação nesse início de preparação é de intensidade. Até sábado (20), o trabalho é físico; na semana seguinte, atividades em três turnos, intercalando físico e tático com bola; e, na segunda semana, dois turnos com ações táticas e técnicas e um focado no físico.

Como a Prata deve começar no último final de semana de março (a data ainda não foi divulgada, pois depende do arbitral), o professor avalia que é um tempo hábil de preparação.

Por enquanto, o plantel do CAD é formado por 13 jogadores, entre remanescentes – Lustosa, Felipe, Robert, Vitinho, Tiago e Gabriel – e novas contratações. Baiano conta que alguns jovens (de Guarapuava, região e Paiçandu) também serão avaliados nessa pré-temporada. “Para que a gente possa de repente tirar um ou dois jogadores para formar o grupo nesse início de trabalho”, destacando que pode chegar a 18 peças.

No entanto, o técnico frisa que precisaria de mais dois reforços (um fixo e um pivô) para fechar o elenco. “Mas como a gente ainda está esperando alguns parceiros para auxiliar na forma financeira, a gente teve de dar uma segurada justamente para não passar daquilo que tinha condição de cumprir”.

No geral, o CAD renovou seu elenco para a temporada 2021, seguindo um planejamento pensado no ano passado.

Secretário municipal de Esportes e Recreação (de camisa social) deu as boas-vindas aos jogadores (Foto: Cristiano Martinez/Correio)

EXPECTATIVA
Em 2020, a Série Prata foi impactada pela pandemia de Covid-19, com adiamento dos jogos, ginásios fechados, prejuízo financeiro. Na verdade, todos os esportes passaram por isso na temporada passada.

Agora, em 2021, Baiano deseja uma Prata diferente. “A gente espera que seja um campeonato menos atribulado. A gente espera que tenha menos problema da Federação com a questão da Liga Paranaense”, detalhando que o desejo do CAD é disputar a Liga e a Série Prata, além dos Jogos Abertos.

O técnico também avalia que, por causa da pandemia, os ginásios ainda estarão sem a presença do público num primeiro momento. Esta medida sanitária foi tomada em 2020 para evitar aglomerações.

Inclusive, ele se recorda que a sensação de um Joaquinzão sem torcida é algo que nunca deveria acontecer. “A gente gostaria sempre de ter o nosso adversário com a torcida contra e nós com a torcida a favor quando jogasse na nossa casa”, destacando que a arquibancada cheia funciona pelo lado motivacional (os jogadores) e financeiro (caixa do clube).

No entanto, segundo ele, depende da vacinação contra o novo coronavírus.

Grupo de jogadores e comissão técnica do CAD para a temporada (Foto: Cristiano Martinez/Correio)

COMISSÃO
Para a temporada 2021, a comissão técnica do CAD é formada pelo técnico Baiano; preparador físico Paulo Henrique, o PH, que será auxiliado por Mateus (em estágio); preparador de goleiros Vitor Hugo (ex-jogador do CAD), que se aposentou recentemente das quadras; Nando, o “garoto da água”; e supervisor Jocemar Proêncio, o Japa.

error: O conteúdo é de exclusividade do Correio do Cidadão.