CAD anuncia encerramento das atividades em quadra na temporada 2020

Em nota à imprensa, a diretoria dessa agremiação informa que dispensou todos os seus colaboradores. No último dia 7 de novembro, o CAD fez sua última partida na 2ª fase do Campeonato Paranaense de Futsal da Série Prata, empatando com a Apaf, em Paranaguá

A temporada 2020 do Clube Atlético Deportivo Cresol (CAD)/Guarapuava terminou nesta sexta-feira (13 novembro). Pelo menos, em quadra.

Em nota à imprensa, a diretoria dessa agremiação informa que dispensou todos os seus colaboradores. No último dia 7 de novembro, o CAD fez sua última partida na 2ª fase do Campeonato Paranaense de Futsal da Série Prata, empatando com a Apaf, em Paranaguá.

Com esse resultado, combinado a outra partida, o Time de Guerreiros deu adeus à classificação para as semifinais. A pontuação não foi suficiente para garantir a vaga.

A partir de agora, o CAD terá apenas atividades internas da diretoria, fechamento financeiro de 2020 e planejamento para 2021.

No entanto, havia uma possibilidade de qualificação às semifinais, pois um adversário do Grupo C poderia ser punido com a perda dos pontos. Desde a realização da rodada final desse chaveamento, a equipe de Guarapuava aguarda uma resolução do caso. É um tempo que custa dinheiro.

“Devido aos fatos, buscamos aporte financeiro para manutenção (folha salarial, hospedagem, alimentação, despesas operacionais, orçados em R$ 60.000,00 mensais), não obtivemos… Não fomos informados pela Federação sobre a obrigatoriedade de jogarmos caso as equipes sofram estas penalidades, também não fomos informados se caso formos convocados para continuidade de competição e não comparecermos sofremos penalidades e sanções administrativas. Portanto, entendemos como processo natural de fechamento do ano devido a desclassificação ‘em quadra’, a falta de informação sobre os assuntos, e principalmente pela ciência e cumprimento de todas as obrigatoriedades e cláusulas dos regimentos e atividades, por ofício informativo e justificativo encaminhado à Federação os defendemos com a inocência de todos os fatos e sanções futuras”, diz a diretoria guarapuavana.

Esse imbróglio poderia se estender indefinidamente, “prejudicando o futuro do clube e bagunçando nossa estrutura financeira”. Sem contar que a ausência dos torcedores no Joaquinzão, por conta das medidas de prevenção à covid-19, prejudicou as finanças, diz o clube.

CONTAS
Por falar nisso, o CAD informa que conseguiu dar mais um passo na estruturação financeira. “Quitamos ações trabalhistas via acordo judicial e extrajudicial, até aqui conseguimos honrar todos os acordos, honramos também o nosso quadro financeiro, ficando apenas um déficit de R$ 20.000,00 de saldos rescisórios que vamos correr atrás de captação com ações promocionais para quitar e finalizar a temporada”.

Nesse contexto, o clube guarapuavano aproveita para pedir aos torcedores que valorizem e visitem os patrocinadores do time.

INSTITUIÇÃO
A diretoria destaca também que a agremiação é uma instituição sem fins lucrativos que, desde 30 de abril de 1996, busca representar Guarapuava no esporte de alto rendimento, empregando atletas e dando oportunidade aos jovens.

Contando com o trabalho de diretores voluntários, o CAD segue “sempre pelo princípio da verdade, do cumprimento aos regimentos e obrigatoriedades que se sujeita e se dispõe, trazendo através do futsal também o apoio às causas sociais da nossa cidade”.

error: O conteúdo é de exclusividade do Correio do Cidadão.