Energisa Sul-Sudeste usa drones e potencializa inspeções na rede elétrica de Guarapuava

Tecnologia contribui para agilizar serviços e identificar pontos do sistema elétrico que precisam de manutenções preventivas ou corretivas

Agilizar a inspeção do sistema elétrico e identificar previamente os pontos que precisam de manutenções preventivas ou corretivas. Com esse propósito, a Energisa Sul-Sudeste busca sempre inovar em seus serviços e incorporou o uso de drones à rotina de inspeções em toda a rede de distribuição de energia elétrica nos municípios onde atua, inclusive em Guarapuava. Os equipamentos estão em ação desde 2018 e têm potencializado os serviços das equipes técnicas da companhia.

Conforme o gerente de Departamento de Construção e Manutenção da Energisa Sul-Sudeste, Luiz Moreto, foram investidos cerca de R$ 160 mil na aquisição de oito veículos aéreos não tripulados, que são utilizados de forma padronizada nas inspeções feitas nas redes de distribuição e nas linhas de transmissão em toda a área de concessão, que compreende 82 municípios, sendo Guarapuava e cidades do interior de São Paulo e sul de Minas Gerais.

“Atualmente os drones têm sido usados de maneira intensiva nas áreas rurais e em lugares cujos acessos são mais remotos. Nesses lugares a presença física dos profissionais demanda muito mais tempo, e com o apoio da tecnologia é possível inspecionar os pontos da rede elétrica com precisão, segurança e agilidade”, detalha Moreto.

E os investimentos já trazem resultados. Em toda a área de concessão da Energisa Sul-Sudeste a inovação ampliou em mais de 70% as inspeções realizadas diariamente. No período em que os trabalhos eram feitos exclusivamente na modalidade terrestre, a média de inspeções era de 4 km/dia. Agora são percorridos 7km/dia. Além disso, os drones permitem identificar as condições de cabos, linhas de transmissão e distribuição, subestações e redes com um diferencial: imagens em alta resolução registradas por câmera acoplada, em ângulos privilegiados.

“Com os drones conseguimos visualizar as partes superiores das estruturas, o que viabiliza uma melhor análise técnica pelas equipes em terra, favorecendo o direcionamento rápido das equipes para as áreas que necessitam de manutenção preventiva ou corretiva, com o foco principal de entregar energia com qualidade e segurança aos nossos clientes”, finaliza Moreto.

SOBRE A ENERGISA
Com 116 anos de história, o Grupo Energisa é o maior privado do setor elétrico com capital nacional e o também o maior na Amazônia Legal. Uma das primeiras empresas a abrir capital no Brasil, a companhia controla 11 distribuidoras em Minas Gerais, Paraíba, Rio de Janeiro, Sergipe, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, São Paulo, Paraná, Rondônia e Acre. Com receita líquida anual de R$ 18 bilhões (2020), o Grupo atende a 8 milhões de clientes (o que representa uma população atendida de mais de 20 milhões de pessoas) em 862 municípios de todas as regiões do Brasil, além de gerar cerca de 20 mil empregos diretos e indiretos.

Com a missão de transformar energia em conforto, desenvolvimento e oportunidades de forma sustentável, responsável e ética, a Energisa atua com um portfólio diversificado que engloba distribuição, transmissão, serviços para o setor elétrico (Energisa Soluções), serviços especializados de call center (Multi Energisa), comercialização de energia (Energisa Comercializadora), soluções em energias renováveis (Alsol) e agora a fintech Voltz, que entra no mercado de contas digitais.

error: