Em nota, Amag confirma adiamento da paralisação de motoristas de aplicativo de Guarapuava

“O motivo do adiamento é o pleno respeito ao Decreto Municipal e consciência em não causar mais transmissões do Covid-19 com aglomerações dos profissionais dos aplicativos”, diz o texto da nota

Em nota emitida na noite desta sexta-feira (26 fevereiro), a Associação dos Motoristas de Aplicativo de Guarapuava (Amag) comunicou o adiamento da paralisação, que estava agendada a princípio para a manhã deste sábado (27), às 8h, na Praça Cleve. A nova data ainda não foi definida. “Porém, definimos o boicote das empresas 99 e Uber, pelas injustas taxas repassadas aos motoristas e a orientação desta Associação a seus Motoristas e que sejam atendidas apenas chamadas feitas nos Aplicativos nacionais Garupa e Log Urbano”, diz o material.

“O motivo do adiamento é o pleno respeito ao Decreto Municipal e consciência em não causar mais transmissões do Covid-19 com aglomerações dos profissionais dos aplicativos”, explica o texto da nota.

Vale lembrar que, na manhã desta sexta-feira (26), o governador do Paraná Carlos Massa Ratinho Jr. anunciou um decreto estadual que, entre outras medidas, limita a circulação de pessoas em todo o Estado, com suspensão das atividades não essenciais até 8 de março. O documento entrou em funcionamento à zero hora deste sábado (27). E, ao final da tarde de sexta, o prefeito de Guarapuava, Celso Góes, reforçou a validade das ações.

O texto da Amag ainda diz que, apesar dos motoristas de aplicativos não serão enquadrados como modalidade de transporte coletivo do mesmo modo que os taxistas, “somos de uma atividade essencial para a população dentre eles profissionais de saúde e o próprio cidadão que por vezes precisa se deslocar a estabelecimentos considerados essenciais tais como farmácias, unidades de saúde e etc., e por isso devemos permanecer trabalhando nesse tempo de dificuldades”.

“Reforçamos a todos os usuários de Aplicativos de Mobilidade Urbana que além de manterem as medidas de segurança ao chamar um veículo de aplicativo (uso de máscara e álcool em gel), tenha consciência que ao utilizar um aplicativo nacional, está colaborando com os motoristas e ao desenvolvimento do Município e mesmo do País, considerando que empresas internacionais de Aplicativos de Mobilidade Urbana em nada contribuem regionalmente”, finaliza o texto.

A nota é assinada pelo presidente da Amag, Obadias de Souza Lima Jr.

MOTIVO
A paralisação tinha sido agendada como protesto pela alta no preço dos combustíveis e a diminuição imposta pelo aplicativo no valor das corridas.

ÍNTEGRA
Abaixo, confira a íntegra da Nota encaminhada ao CORREIO na noite de sexta-feira:

“A A.M.A.G, Associação dos Motoristas de Aplicativo de Guarapuava, vem através desta comunicar o adiamento para data ainda não definida, da Paralização dos Motoristas de Aplicativo, qual seria realizada no dia de amanha 27 de fevereiro de 2021 as 8:00 horas na praça Cleve, porém, definimos o boicote das empresas 99 e Uber, pelas injustas taxas repassadas aos motoristas e a orientação desta Associação a seus Motoristas e que sejam atendidas apenas chamadas feitas nos Aplicativos nacionais Garupa e Log Urbano.

O motivo do adiamento é o pleno respeito ao Decreto Municipal e consciência em não causar mais transmissões do COVID-19 com aglomerações dos profissionais dos aplicativos.

Os motoristas em reuniões virtuais entendem também que apesar de não estarmos enquadrados na modalidade de transporte coletivo ou afins como os colegas Taxistas, e não termos tantos direitos quanto os mesmos citados, somos de uma atividade essencial para a população dentre eles profissionais de saúde e o próprio cidadão que por vezes precisa se deslocar a estabelecimentos considerados essenciais tais como farmácias, unidades de saúde e etc…, e por isso devemos permanecer trabalhando nesse tempo de dificuldades.

Reforçamos a todos os usuários de Aplicativos de Mobilidade Urbana que além de manterem as medidas de segurança ao chamar um veiculo de aplicativo (uso de mascara e álcool em gel), tenha consciência que ao utilizar um aplicativo nacional, está colaborando com os motoristas e ao desenvolvimento do Município e mesmo do País, considerando que empresas internacionais de Aplicativos de Mobilidade Urbana em nada contribuem regionalmente.

Obadias de Souza Lima Jr
Presidente”

error: O conteúdo é de exclusividade do Correio do Cidadão.