Departamento e Empresa Júnior de Engenharia de Alimentos passam a receber pilhas e baterias

Projeto começa a funcionar no dia 20 de novembro. A partir daí, toda sexta-feira, entre 15h e 17h, a população em geral pode levar até a Empresa Júnior, que funciona no campus Cedeteg, as pilhas e baterias usadas para descarte

O descarte de pilhas e baterias não deve ser feito no lixo comum. Isso porque esse tipo de material pode contaminar o solo e também os lençóis freáticos. Pensando nisso, o Departamento de Engenharia de Alimentos da Unicentro e a Empresa Júnior do curso, a Alitec, criaram um projeto visando o descarte correto desses materiais.

“Existe, primeiramente, a importância ambiental. Porque muitas pessoas, para não dizer todas, fazem o descarte inadequado das pilhas – enterram, jogam no lixo comum – e a gente sabe que isso vai contaminar solos e, principalmente, água, lençóis freáticos. É um problema gigantesco. Portanto, o primeiro ponto é essa parte ambiental e o segundo ponto é, claro, a parte econômica”, explica o professor João Manoel Folador, responsável pelo projeto.

Além das motivações ambiental e econômica, o professor João conta que o projeto foi pensado para que fosse algo que ajudasse a sociedade. “Um projeto de extensão tem que ser um projeto de extensão. Quer dizer, ele tem que trazer algum benefício para a sociedade. Isso somado com a ideia de que nós temos que cada vez mais mostrar para a sociedade a importância da faculdade, da instituição, da universidade como um todo, o que a gente faz aqui dentro, eu vi esse projeto como uma forma de trazer as pessoas mais para perto da instituição”, afirma.

Outro fator que motivou a criação do projeto, segundo o professor João Manoel, foi a falta do recolhimento desses produtos pelas empresas responsáveis. “O que seria correto, pela legislação, é que as empresas que fabricam essas pilhas e baterias também recolhessem, o que caracteriza a logística reversa. Mas a gente sabe que não funciona bem assim atualmente e, por isso, a necessidade da intervenção da empresa júnior”.

FUNCIONAMENTO

O projeto começa a funcionar no dia 20 de novembro. A partir daí, toda sexta-feira, entre 15h e 17h, a população em geral pode levar até a Empresa Júnior, que funciona no campus Cedeteg, as pilhas e baterias usadas para descarte. “Os alunos vão se revezar para receber essas pilhas e, aí, quando a gente tiver um montante expressivo, a gente destinar para o local correto”, finaliza o docente.

********Texto: Coorc

error: O conteúdo é de exclusividade do Correio do Cidadão.