‘O Porão da Rua do Grito’: terminam filmagens de novo longa em casarão histórico de SP

Terror foi rodado com as restrições do ‘novo normal’. Atriz Sabrina Greve assina sua primeira direção no longa produzido pela Coração da Selva

Acaba de ser filmado o longa-metragem “O Porão da Rua do Grito”, da produtora Coração da Selva e dirigido por Sabrina Greve. É um dos primeiros a ser rodado dentro dos parâmetros do “novo normal” da pandemia da Covid-19.

Esse filme de terror conta a história dos irmãos Jonas (Giovanni De Lorenzi) e Rebeca (Caroline Marques), após a tragédia que marcou a família e sua casa para sempre. Tudo ambientado num casarão histórico no bairro do Cambuci, em São Paulo.

Misturando horror psicológico e o subgênero de “casa mal-assombrada”, o filme se passa em duas épocas distintas, as décadas de 1980 e 1990. O imóvel foi totalmente reformado pela produção para ambientar a assustadora narrativa, que contará ainda com efeitos especiais e digitais de última geração.

Em meio à tensão normal de um set povoado por “fantasmas”, a equipe teve o desafio de aprender a trabalhar dentro dos novos parâmetros acordados entre sindicatos, entidades representantes do setor e a prefeitura de São Paulo. Nada de café compartilhado e aglomeração atrás dos monitores de TV. No lugar deles, máscaras, face shield e álcool gel. A gravação das cenas tem transmissão ao vivo para a casa dos profissionais que não estão no set mas precisam acompanhar o que está sendo filmado.

“Estávamos com tudo pronto para rodar em abril. Mas não desistimos e conseguimos seguir com o mesmo elenco e praticamente toda a equipe técnica”, conta Geórgia Costa Araújo, sócia da Coração da Selva. “São muitos os detalhes para garantir a segurança e o bem-estar de todos os envolvidos, mas é também um aprendizado. Acho que algumas dessas práticas vieram para ficar. O mais importante é que tudo isso uniu muito o time e permitiu que todos focassem na história. O casarão é quase um personagem, como deve ser em um filme de casa mal-assombrada”.

ENTENDA
O nome do filme é uma referência à Rua do Grito, no bairro Ipiranga, na capital paulista, onde Dom Pedro I teria proclamado a Independência do Brasil. A produção é a primeira de uma trilogia, que vai mostrar nos filmes seguintes o que aconteceu com as gerações anteriores à dos irmãos.

“O Porão da Rua do Grito” marca a estreia na direção de longas-metragens de Sabrina Greve, atriz premiada e reconhecida por obras como “Uma Vida em Segredo”, “A Casa das Sete Mulheres” e “Carandiru”.

No gênero terror, Sabrina estrelou “Clarisse ou Alguma Coisa Sobre Nós Dois” e “O Duplo” (Cannes, 2012). Ela assina o roteiro junto com Michelle Ferreira.

O filme é uma coprodução com a Spcine, apoio do Fundo Setorial do Audiovisual – FSA, BRDE e apoio financeiro do BNDES.

“O Porão da Rua do Grito” marca a estreia na direção de longas-metragens de Sabrina Greve (Foto: Assessoria)

PRODUTORA
Fundada em 2004, a produtora Coração da Selva dedica-se, exclusivamente, à criação e à produção de conteúdo de entretenimento audiovisual. Em seu currículo, estão 11 longas, 4 séries para TV e mais de 50 prêmios e indicações no Brasil e no mundo, dos quais se destaca o International Emmy Awards 2013 para a série “Pedro & Bianca”, maior prêmio da televisão mundial, e a participação do longa “Praia do Futuro” na competição oficial do 64º Festival de Berlim.

Em 2020, a produtora lançou o filme “Vou Nadar Até Você”, protagonizado por Bruna Marquezine, e ainda prepara os lançamentos de “Terapia do Medo”, também do gênero sobrenatural, com Cleo e Sergio Guizé, e da comédia “Coração de Leão”, remake do sucesso argentino, protagonizada por Leandro Hassum e Juliana Paes.

FICHA TÉCNICA
Direção: Sabrina Greve

Produção: Geórgia Costa Araújo

Produção executiva: Luciano Patrick, Cristiane Miotto e Nicole Weckx

Roteiro: Sabrina Greve e Michelle Ferreira

Direção de Fotografia: Marcelo Trotta

Direção de Arte: Isabelle Bittencourt

Figurino: Paula Iglecio e Kiki Orona

Maquiagem: Gabi Moraes e Danilo Mazzuca

error: O conteúdo é de exclusividade do Correio do Cidadão.