Pesquisa sobre produção orgânica de maçã tem primeira colheita no Paraná

Iniciativa é uma resposta à demanda criada pelo governo estadual que prevê a inclusão gradativa desses alimentos na merenda das escolas estaduais

O Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná – Iapar-Emater (IDR-Paraná) está realizando a primeira colheita nos ensaios que avaliam o sistema orgânico para produção de maçãs.

Os estudos foram iniciados ano passado e são conduzidos nas unidades de pesquisa da Lapa, Palmas e Pato Branco. Eva Rubi e IPR Julieta são as cultivares utilizadas na pesquisa.

A iniciativa é uma resposta à demanda criada pela decisão do governo estadual que prevê a inclusão gradativa desses alimentos na merenda das mais de duas mil escolas estaduais, até chegar a 100% de alimentos orgânicos em 2030.

“O objetivo do estudo é obter informações técnicas sobre essa modalidade de cultivo nas condições de solo e clima do Paraná”, explica o pesquisador Clandio Medeiros da Silva. “Esse é um conhecimento novo, de alta relevância para os técnicos e produtores, principalmente, mas também para a comunidade científica”, ele complementa.

Clandio aponta ainda que os primeiros resultados são bastante promissores, embora ressalte que o estudo se encontra ainda em fase muito preliminar.

CULTIVARES

As cultivares Eva Rubi e Julieta se destacam por não demandarem temperaturas muito baixas para o florescimento. São muito produtivas e dão frutos de excelente aspecto visual, firmes, suculentos, adocicados e com agradável teor de acidez.

A precocidade é outra característica importante das cultivares — os frutos chegam à colheita entre dezembro e janeiro, entressafra de outros materiais disponíveis no mercado, e podem assegurar um preço diferenciado aos produtores.

PARCERIA

O IDR-Paraná realiza as avaliações do comportamento de cultivares em sistema orgânico de produção em parceria com a Embrapa, Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Associação de Estudos, Orientação e Assistência Rural (Assesoar), Centro de Apoio e Promoção da Agroecologia (Capa) e, em Pato Branco, a prefeitura do município.

error: